Ana Maria Braga denuncia abuso de diretor de TV

Ana Maria Braga denuncia abuso de diretor de TV
Ana Maria Braga denuncia abuso de diretor de TV. Foto: Reprodução/TV Cultura

Numa entrevista poderosa ao Roda Viva, nesta segunda-feira (21), Ana Maria Braga denuncia abuso de um diretor de TV. A tentativa de assédio sexual aconteceu, de acordo com a apresentadora, há muitos anos e resultou numa fratura. Ela quebrou o braço enquanto tentava fugir da sala do chefe da emissora em questão.

Ao relatar a situação, ela contou que iria apresentar um projeto para trabalhar a noite na TV. Assim, se tornaria a futura ‘Hebe Camargo’, como o tal diretor teria dito. Contudo, mesmo depois de quinze dias trabalhando, quando foi apresentar o projeto, não era essa a ideia do abusador.

“Fiquei 15 dias trabalhando no projeto, acreditando que pudesse sair do programa da tarde e ter um programa à noite. Ele tinha me dito ‘você pode ser a Hebe Camargo amanhã'”, declarou.

Em seguida, Ana se lembra do momento em questão: “Ele me olhou, levantou da mesa e veio para cima de mim. Fiquei estupefata. Ele falou ‘venha cá'”. Então, a apresentadora relata sua reação: “Eu fugi, saí da sala dele com tanto ímpeto, que tinha uma escada, despenquei da escada do nono andar até o oitavo andar, que era o departamento comercial. Quebrei o braço”.

Era comum…

Ainda assim, o assédio era comum em vários setores da indústrias, como analisa a apresentadora. Apesar disso, a indústria da TV e do rádio sofria mais com esse problema.

“Aqui em São Paulo, na década de 70, quase 80, antes da Tupi quebrar e fechar, sem dúvida nenhuma, tinham diretores, não só de TV, mas de empresas, de rádio, jornal, e máquina de fazer parafuso. Qualquer coisa onde a mulher trabalhasse, e ainda mais no mercado de audiovisual, porque era novo e glamourizado, sem dúvida nenhuma existiam. Acho que o mundo está mudando com relação a isso”, diz.

Aliás, Ana Maria Braga deu uma sinalização que justifique o porquê esse tipo de abuso era tão frequente: não se ouviam as vítimas. Ela contou que chegou a denunciar o abusador, mas seu chefe não lhe deu atenção.

“Eu sabia de algumas histórias, sofri uma dessas ameaças, mas nunca deixei de dizer, e repudio isso enormemente. Naquela época fui falar com o [meu] chefe e ele fez de conta que não acreditou em mim, o cara continuou lá”, indignou-se.

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente