Andressa Urach expõe Tati Minerato: ‘Colocou hidrogel’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Andressa Urach expõe Tati Minerato
Andressa Urach expõe Tati Minerato. Foto: Reprodução/Instagram

É treta no mundo das influenciadoras. Parece que as coisas não são tão saudáveis como aparentam no Instagram. Pelo menos é o que mostram os prints em que Andressa Urach expõe Tati Minerato, divulgados nesta quinta-feira (3), por Leo Dias.

Em 2014, a ex-miss Bumbum quase morreu por causa da aplicação de Hidrogel combinado com PMMA. Ela conseguiu remover o produto, após mais de vinte cirurgias. Além disso, enfrentou dias de coma, uma infecção generalizada e muita exposição negativa na mídia. Desde então, se converteu a uma igreja pentecostal e escreveu um livro no qual relata o momento em que foi salva. Nele, cita a equipe médica, inclusive o Dr. Felipe, um dos responsáveis por seu cuidado.

Agora, Tati Minerato alega que vai processar o médico responsável por uma lipoaspiração mal-sucedida. E é aí que entra Urach. O médico responsável por salvar a vida da modelo em 2014 é o mesmo que Tati ataca. Sendo assim, a missionária saiu em defesa do profissional e revelou que o problema da ex-Rainha de Bateria da Gaviões da Fiel não era uma lipo.

De acordo com os prints divulgados por Andressa, Tati teria aplicado Hidrogel na mesma época que ela. E também teve problemas com o produto. No entanto, voltou a fazer uma aplicação nas coxas. Agora, de acordo com ela, o líquido ‘migrou’ para sua virilha. Então, a irmã de Ana Paula foi atrás do médico.

Na justiça

Tudo isso aconteceu em maio. Desde então, Tati tem problemas de saúde e já alegou que foi ‘salva’ pelo SUS de São Paulo. Depois dos vários ataques, o advogado do profissional afirmou que abriria uma queixa-crime contra a ex-paciente. Dessa forma, o apoio de Urach ao cirurgião vem a calhar na denúncia contra a Rainha da Águia de Ouro.

“Tati Minerato me confessou no WhatsApp que colocou hidrogel, o mesmo produto que quase me matou. Nunca vou aceitar uma pessoa que um dia ajudou a salvar minha vida sofrer uma injustiça dessas. Dr Felipe foi ajudar ela a retirar o hidrogel do corpo e essa reação que deu nela foi a mesma reação que deu em mim. E é a mesma reação que vai dar em qualquer pessoa que tenha esse produto no corpo e tente retira-lo”, disse a Leo Dias.

Entenda o caso

O hidrogel é usado, normalmente, para preenchimento de rugas no rosto ou no pescoço. Contudo, a ANVISA indica o uso de no máximo 2ml por paciente (uma seringa). Além disso, reforça que as consequências do uso excessivo são danosas para o paciente e podem levar a óbito. Ainda assim, ele é usado para substituir o silicone em algumas partes do corpo.

Andressa Urach viveu uma situação de quase morte em 2014 por causa da aplicação do hidrogel combinado com PMMA. Na época, foi o médico que trata Tati Minerato quem salvou a vida da ex-modelo, de acordo com ela mesmo.

Apesar de indicados em doses mínimas, não foi isso que elas fizeram, como indicam os prints nos quais Andressa Urach expõe Tati Minerato. Ela também teria usado o produto nas coxas, para deixar os membros mais definidos. A saída é um risco assumido não apenas pelas duas, mas muito comum entre modelos fitness que querem parecer mais definidas ou com os músculos maiores. Mais uma reação indesejada do produto. Fica o alerta.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente