Após assalto, Stefani Bays desabafa “Muita terapia”

Reprodução Instagram

Um dia depois de deixar A Fazenda 12, Stefani Bays sofreu um assalto em sua casa em São Paulo. Assim, a influenciadora e seus amigos foram feitos reféns de quatro homens armados. Stefani então ficou alguns dias reclusa, postando pouquissimas coisas em suas redes sociais.

Na madrugada desta quarta-feira (23), a ex peoa escreveu um recado no Twitter “Estava dando um tempo para mim. Queria agradecer a todos que estavam preocupados e me mandaram mensagens de preocupação e apoio.”

Ao propósito, Stefani alfinetou os amigos que não se fizeram presente “E claro que quem não mandou nada não venha me pedir favores depois, está anotado também. Muita terapia daqui pra frente. VIDA QUE SEGUE PRA CIMAAAA!”

Veja Também: Stefani Bays vai parar no hospital após final de A Fazenda

Stefani Bays vai parar no hospital após final de A Fazenda

Assalto

Stefani deu detalhes do assalto que sofreu ao Cidade Alerta, da Record. Aliás, a influenciadora contou que os criminosos já chegaram com alvo certo ao imóvel localizado no Morumbi, na zona sul de São Paulo, na noite de sábado (19).

Os bandidos então chegaram a dizer que torceram por ela em A Fazenda “Eles falaram: ‘Ah, fazendeira, votamos em você, pra você ganhar, pra vir buscar o seu milhão'”

O crime ocorreu um dia após a ex-peoa deixar o confinamento. Ela foi uma das quatro finalistas do reality. “Não estou conseguindo raciocinar direito, foi um susto, um choque muito grande; realmente, saí do céu e fui para o inferno, porque estou vivendo um pesadelo. Acabei de sair de um confinamento, não sei o que está acontecendo no mundo e ainda aconteceu tudo isso”. Mais tarde, disse que só levaram bens materiais. “Estou feliz que a minha família está bem, meus amigos que estavam comigo estão bem”.

Os criminosos entraram pelos fundos, por volta de 23h30.  Entortaram a cerca elétrica e passaram por dois muros para acessar a lavanderia. Passaram pela área da piscina e entraram na sala, onde Stéfani estava com amigos e familiares. Avisaram que era um assalto. Disseram que votaram em Stéfani para roubar o dinheiro e perguntaram sobre o casal de amigos que mora com a influenciadora, Radamés e Artur.

Esmeralda

Radamés tinha ido ao supermercado. Stéfani pensava que o casal tinha saído junto de casa e disse isto aos criminosos. Rendida, guiou os criminosos pelo imóvel e encontraram Artur, dormindo, em um dos quartos. Foi um momento tenso. “Quando viram que tinha alguém dormindo, eles começaram a xingar. Eu entrei em desespero. Eles falaram: ‘Como assim? Você falou que não tinha ninguém na casa”. Fizeram Artur refém e o deixaram na porta do closet, com uma arma em sua boca, enquanto procuravam por dinheiro e joias. Vasculharam o quarto. Depois desceram, fizeram os reféns se abaixarem. Em seguida, Radamés chegou de carro e eles foram embora. 

Entre os objetos procurados estava uma esmeralda de Radamés, sobre a qual ele diz nunca ter divulgado nada nas redes sociais.

Radamés desconfia da possibilidade de pessoas próximas terem passado informações aos criminosos e que o crime foi planejado com antedência. “É muito louco o cara falar ‘nossa, a gente votou em você. Parece que foi um tempo muito grande que eles ficaram arquitetando isso.” Stéfani, no entanto, prefere acreditar que a exposição deles como influenciadores digitais foi o que guiou a ação dos criminosos. “Eu quero acreditar que foi a exposição e não pessoas próximas”, afirmou a ex-peoa.

Brincadeira?

Radamés disse ainda que houve quem afirmasse que eles são responsáveis por atrair os criminosos por conta da exposição. “A gente não pode culpar a vítima por ela ter sofrido assalto, pela exposição. É meu trabalho”, argumentou.

Ao chegar do mercado e perceber a movimentação, Radamés pensou que pudesse ser alguma armação dos amigos. “Achei que era uma brincadeira, uma trollagem, do pessoal gravando alguma coisa em casa.” Os criminosos saíram com o carro de Radamés e ele conta que só entendeu o que estava acontecendo depois que entrou na casa e, ao chegar no quarto, ver as coisas reviradas e Artur desesperado. “É pior ainda você pensar que alguém que frequentou sua casa e ganhou sua confiança é foi a mesma pessoa que tenha combinado isso com esses bandidos”.

O caso está sendo investigado e, na segunda-feira (21), Artur foi à delegacia fazer o reconhecimento de um suspeito detido pela polícia. Os três ainda avaliam se vão continuar morando no local. 

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente