Após polêmicas, Sérgio Reis desiste de gravar disco de parcerias

Após polêmicas, Sérgio Reis desiste de gravar disco de parcerias
Após polêmicas, Sérgio Reis então desiste de gravar disco de parcerias

O filho de Sérgio Reis, Marco Bavini, confirmou nesta quarta-feira (25) que o disco de parcerias que o cantor lançaria não vai mais sair. Em entrevista ao G1, Marco, que também é produtor de Sérgio, disse “A produção do CD, a [escolha do] repertório e a gravação foram minhas e, até então, feitas no meu estúdio. Mas, por conta do assunto música ter ficado em segundo plano, eu interrompi tudo”, contou.

Ninguém mais que eu lamenta por isso. Eu vinha gravando e construindo esse projeto há quase cinco anos de gravações. Infelizmente foi assim. O disco não existe mais“, completou Bavini.

Parcerias

O disco contaria com seis parcerias: Zé RamalhoMaria RitaGuilherme ArantesGuarabyraAnastácia e Paula Fernandes. O projeto terminou depois que cinco dos seis músicos cancelaram suas participações em reação às falas antidemocráticas de Sérgio, alvo de investigação da Polícia Federal.

Zé Ramalho, Maria Rita, Guilherme Arantes, Guarabyra e Anastácia já haviam gravado suas participações no álbum, mas desautorizaram o lançamento após as declarações de Sérgio. Só Paula Fernandes que afirmou que continuaria no projeto.

Após polêmicas, Sérgio Reis desiste de gravar disco de parcerias
Após polêmicas, Sérgio Reis então desiste de gravar disco de parcerias

ENTENDA O CASO

Na sexta-feira passada (20), Sérgio Reis foi alvo de busca e apreensão por agentes da Polícia Federal por incitar atos violentos contra a democracia e fazer ameaças de agressão a ministros e ao presidente do Senado. Em áudio vazado de uma conversa com um amigo, o músico afirmou que “se em 30 dias não tirarem os caras nós vamos invadir, quebrar tudo e tirar os caras na marra. Pronto. É assim que vai ser. E a coisa está séria“.

Além da operação da Polícia Federal deflagrada na sexta-feira (20), o cantor e ex-deputado federal também é investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal(PCDF). Os dois inquéritos apuram ameaças feitas por ele à democracia e a autoridades e tiveram início depois do vazamento do áudio nas redes sociais.

Segundo informações do G1, o inquérito da PCDF foi aberto na segunda-feira (15) pelo delegado Leonardo de Castro Cardoso, do Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Decor). De Segundo a corporação, a investigação apura “suposta associação voltada para o cometimento de crimes no território do Distrito Federal em manifestações”.

Veja +:

Após repercussão de áudio vazado, Sérgio Reis chora em live

Ministério Público investiga cooperativa que Sérgio Reis ajudou a criar

Sérgio Reis tenta se redimir: ‘Eu errei’

Assim, Policia chega na casa de Sérgio Reis

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente