Apresentadora relata emoção de Claudia Leitte em gravação gospel

Apresentadora relata emoção de Claudia Leitte em gravação gospel
Assim, apresentadora relata emoção de Claudia Leitte em gravação gospel

Claudia Leitte esteve em São Paulo essa semana para gravar um feat com o cantor gospel Clovis Pinho. O músico é referência no mercado gospel e acumula milhões de visualizações em seus clipes. Fernanda Comora, apresentadora do Programa Profissão Mulher da NGT, acompanhou tudo de pertinho no Estúdio Kza, do cantor Kauan da dupla com Matheus. A música intitulada ‘O Aprendiz’ deve ser lançada em breve.

“Foi um dia muito emocionante porque a Claudia se emocionou com a música. Demorou a gravação, ela ficou extremamente tocada e chorou muito. Foi muito legal porque ela não permitiu nenhum canal de televisão somente o meu programa. Ela é incrível, maravilhosa. Uma das artistas mais carinhosas que eu já gravei nesses dez anos. Eu tinha uma outra imagem dela.” declarou Fernanda.

Fernanda relatou que Claudia estava emotiva e comemorou a primeira entrevista presencial pós pandemia “Ela tava muito emocionada e disse que fazia muito tempo que ela não sentia tanta emoção. Ela também disse que estava emocionada porque era a primeira vez depois da pandemia que ela dava uma entrevista que não era online. Ela estava sentindo que estava acontecendo algo maior ali, além da gravação da música e entrevista”

A entrevista completa vai ao ar na próxima quinta-feira, 01 de julho.

Polêmica

Claudia Leitte se envolveu numa polêmica, porque não disse o que esperava-se dela como uma grande estrela que influencia pessoas. Durante o Altas Horas do dia 22 de maio, Serginho Groisman recebeu Ana Maria Braga, Deborah Secco, a cantora baiana e o Padre Júlio Lancellotti. De fato, um time de peso no cenário do programa. Então, não dá para contar com respostas pela metade ou mesmo personagens que fujam das perguntas. Infelizmente, foi o que Claudinha fez, de novo. Além disso, o Altas Horas não costuma fugir da raia e dá espaço para seus convidados falarem a um público jovem e que gosta (e muito) de discutir. Exatamente esse público foi às redes sociais repercutir as declarações escusas da cantora.

O começo de tudo

Tudo começou quando Serginho deu espaço para que o Padre Júlio falasse a respeito do que o indigna em seu dia a dia. O sacerdote protestou sobre a falta de espaço para que as populações de rua possam dormir em São Paulo, onde ele faz um trabalho com pessoas em situações de alta vulnerabilidade social. Em seguida, o apresentador passou a Ana Maria, quem também se posicionou. Ela falou a respeito de uma compra de Leite Condensado do Governo Federal, a qual já ganhou explicação, ainda que muita gente não tenha engolido a justificativa.

“A gente não pode ficar quieta com a responsabilidade que a gente tem. Num veículo de comunicação que fala com tanta gente, eu não posso ouvir dizer que se gastou milhões com compra de leite condensado. Então, eu brinquei e falei: vou ensinar a fazer leite condensado em casa. E vou dizer quanto custa: custa R$ 6 fazer um pote em casa de leite condensado. E dei a receita. Quer dizer, não preciso fazer um grande discurso. Pequenas ações representam a tua indignação”, declarou a apresentadora.

Pacífica

Então, chegou a vez de Claudia Leitte, que não ponderou sobre qualquer situação concreta. A estratégia é simples e muito comum em entrevistas (desde celebridades a políticos): em vez de falar de uma situação, generalizou o assunto. Além disso, falou que tem um ‘coração pacificador’.

“A minha indignação? Eu tenho um coração pacificador. Eu me indigno, sou capaz de virar tudo pelo avesso, chutar as barracas, mas eu acho que todo mundo tem um lugar onde pode brilhar uma luz para desfazer o que está acontecendo. E se essa luz se acende, obviamente, não vai ter escuridão.”, disse.

Telespectadores se revoltaram com o tom de ‘coração pacificador’ de Claudia. Afinal, é difícil se manter passivo com todo o cenário em que o país vive. Depois, Claudia se desculpou através de seu Instagram pela falta de atitude. “Estávamos conversando sobre o contexto de pandemia. Foi me dada a oportunidade de falar sobre as indignações. Mais que um desabafo, era um momento em que eu precisava ter muita consciência do meu papel social, e eu não tive. Não sei porque dei uma resposta evasiva e desde então estou reflexiva. O artista tem um papel que precisa ser claro, eu movimento pessoas, quando saio do palco continuo sendo cidadã, mas se tenho um microfone represento essas pessoas, precisava ter falado para levantar conversas e questões sobre aquilo (a pandemia)”, contou

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente