Artista plástica celebra condenação de Carlinhos Maia

Artista plástica celebra condenação de Carlinhos Maia
Artista plástica celebra então condenação de Carlinhos Maia

A justiça condenou Carlinhos Maia a pagar R$ 30 mil a artista plástica Lau Rocha. Isso após ter rabiscado um dos quadros da sergipana em um hotel em que estava hospedado, em 2019. A decisão então é do juiz Cristiano José Macedo Costa, da 11ª Vara Cível de Aracaju.

“Quero registrar que foi feita justiça no caso da vandalização de obra de arte de minha autoria, com sentença que condenou os responsáveis ao pagamento de indenização e devolução do quadro. Embora ainda caiba recurso, essa decisão é uma vitória importante, que exalta o respeito a quem produz a arte que livra da ignorância. A quem esteve ao meu lado nessa caminhada, deixo meu agradecimento afetuoso”, disse assim Lau, nas redes sociais.

Na época do ocorrido, o humorista gravou um vídeo no Instagram dizendo que tinha se assustado durante a madrugada com a “mulher sem rosto”. O próprio marido do artista filmou a depredação da obra e publicou em suas redes sociais. Após criticas, Carlinhos disse que tinha autorização da dona do hotel, que também virou ré no processo.

Com o resultado da condenação, Carlinhos Maia se explicou para os seguidores. “Galera, sobre o quadro, fica a lição para mim e todos: mesmo que a obra tenha sido comprada há anos, você não pode desenhar em cima. Mesmo com a autorização de quem pagou pelo quadro, como foi meu caso. Mais uma vez, ficam minhas desculpas“.

Indignação

Na época da vandalização da obra, Lau então mostrou sua revolta. “Com tristeza e indignação, recebi a notícia de que uma das minhas obras foi vandalizada e exposta em uma rede social, por pessoa que aparenta ter influência na juventude deste país.” começou dizendo.

“Venho de uma família de que possui a expressão do belo como manifestação do caráter e foi um choque ver o descaso da pessoa em questão pelo meu sentimento expressado na obra, que é o patrimônio moral do artista.
Não autorizei a vandalização, que feriu minha alma e me expôs de maneira absolutamente constrangedora.
Espero que este episódio sirva de exemplo para se aprender sobre respeito e dignidade, sob pena de estarmos num caminho de desumanização muito perigoso para essa juventude que espera ações responsáveis daqueles que conquistam projeção midiática.”
continuou então.

Na ocasião ela disse que estava tomando as medidas judiciais “Estou tomando as providências legais para reparação do dano e para que se compreenda que há um limite para a banalização da arte, que creio ser uma das mais importantes formas de transformação social. Agradeço a todas as manifestações de afeto e asseguro que permanecerei realizando o meu propósito de embelezar este mundo com arte. Muito obrigada.”

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente