Camila Queiroz explica saída abrupta da Globo

Camila Queiroz explica saída abrupta da Globo

Camila Queiroz resolveu soltar o verbo sobre sua saída abrupta da TV Globo. A atriz saiu da emissora antes de terminar de gravar “Verdades Secretas 2”. Na semana passada, os últimos capítulos da trama foram disponibilizados pela Globoplay. As últimas cenas contaram com a ajuda de uma dublê para contornar a saída de Camila.

O contrato dela se encerrou antes do fim das gravações. Assim, a atriz e a emissora não chegaram a um acordo para a extensão contratual. Nesta segunda-feira (20), Camila resolveu dar a sua versão dos fatos.

“Como eu já venho demonstrando pra vocês em posts anteriores, eu tô muito emocionada e profissionalmente muito realizada com a conclusão de mais um projeto, mais uma obra. Vocês sabem a importância que ‘Verdades’ tem pra mim, a importância dessa personagem na minha vida. Eu queria aproveitar esse momento pra esclarecer algumas coisa que eu ainda não tinha tido a oportunidade de fazer. Eu queria aproveitar pra agradecer a todos os jornalistas e veículos de imprensa que me procuraram, que me cederam seus espaços e suas capas de revistas, mas eu acho que não existe melhor forma de me comunicar com vocês hoje senão por aqui.” começou ela através de seu Instagram.

Camila revelou que fez exigências contratuais para poder se organizar “Eu faço isso respeitando a opinião e posicionamento de outros colegas, que podem ver esses pontos de ângulos diferentes…e tudo bem. Muito foi falado sobre exigências contratuais inaceitáveis para que eu pudesse continuar gravando a obra. Vocês sabem que a vida de um artistas, assim como de vários outros profissionais, ela é regida por um acordo de vontades. Então essas supostas exigências que eu fiz, nada fogem de padrões de contratos tanto com artistas como com qualquer outro profissional que busca ter uma organização de seu desenvolvimento.”

Obra

“Nesse caso específico eu sugeri uma garantia pela obra. Porque me dedicar a mais uma temporada, significaria pra mim ter que abrir mão de outros projetos. É como se quando você vai alugar uma casa, um carro, você tem que dar uma garantia. Essa garantia é incomum? Eu acho que não.” explicou.

Camila negou que quisesse interferir nos rumos de Angel “Sobre o final da série, eu nunca quis definir o que aconteceria com a narrativa. A única coisa que eu queria na época era saber qual seria o rumo da minha personagem pra que eu, como atriz, pudesse definir a construção da personagem. Eu precisava saber se eu estava construindo a personagem pra sua finalização ou se eu tava prospectando a personagem pra uma próxima temporada. Eu queria deixar claro aqui, inclusive, que na época eu enviei uma mensagem pro autor e deixei claro pra ele que se o destino dela fosse a morte dela, eu não me oporia. Desde que isso fosse uma decisão dele.”

Empresário

A artista fez questão de reforçar o apoio que recebe de pessoas próximas “A minha vida, assim como a de vários outros artistas, tá totalmente vinculada a uma rede de apoio. Então no meu caso, as oportunidades que eu tive, mais o apoio da minha família, dos meu amigos e dos meus assessores foi fundamental para todos os resultados que meus personagens alcançaram.”

Camila não economizou elogios a seu empresário “Eu queria aproveitar e reforçar a importância do Ricardo Garcia, que é meu empresário, nisso tudo. Porque o Rick foi uma das pessoas que mais lutou pela minha continuidade no projeto. Ele nunca mediu esforços pro melhor andamento da minha carreira. Todas as ações dele eram em comum acordo comigo, tinham meu consentimento.”

“Também vou esclarecer de uma vez por todas, que o Klebber não é meu empresário. Ele é sócio do Rick na produtora, então meu empresário é o Rick. O Klebber cuida da parte de audiovisual e direção da produtora.” completou ela se referindo ao marido, Klebber Toledo.

Camila Queiroz explica saída abrupta da Globo

Dor

“Apesar de tudo o que aconteceu, eu sou uma pessoa que busco zelar pela melhor convivência possível seja ela na minha vida profissional ou pessoal. Eu entendo que não somos perfeitos, todos nós, eu ando há 28 anos e ainda assim eu tropeço. Todos nós estamos susceptíveis ao erro. O erro é intrínseco ao ser humano, e ele dói. Obviamente ele dói, e sim, tudo isso que aconteceu me afetou muito. Mas os caminhos que eu segui, eles foram baseados na minha convicção, nos meu valores, no meu propósito de vida” completou.

Camila citou preconceito “Ser mulher, jovem, artista, não é fácil. O preconceito contra a mulher é o mais histórico que existe, e ele não está definido a um único lugar. Ele é estrutural, ele tá na nossa sociedade e na nossa cultura como um todo.”

“Eu penso é que nós temos que coexistir, mas isso só é possível se todos nós zelarmos pela nossa boa convivência. Eu espero ter esclarecido algumas coisas aqui, e eu espero que esse assunto se encerre. Chega, não quero mais falar sobre isso, não quero mais lidar com isso” finalizou e agradeceu ao carinho que vem recebendo.

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente