Carlos Alberto de Nóbrega e esposa criam instituto em prol de albinos

O casal criou o Instituto Nóbrega
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Renata e Carlos Alberto
Renata e Carlos Alberto

Carlos Alberto de Nóbrega e a esposa, Renata Domingues, criaram um instituto em prol de albinos. Batizado de ‘Instituto Nóbrega’, a organização é sem fins lucrativos em prol de causas sociais. O principal projeto do Instituto é o ‘Visibilidade aos Albinos do Brasil’.

Renata, que é médica, explica a missão da organização “O Instituto Nóbrega nasceu com a missão de ajudar os albinos e dar visibilidade aos albinos no Brasil. É um grupo de pessoas esquecidas, que sofrem muitos preconceitos e não são inseridas no grupo social, na sociedade, falta muita assistência médica”

Carlos Alberto completa dizendo que o albinismo não é uma doença “O Instituto Nóbrega nasceu para levantar a bandeira dos albinos e falar também o que é o albinismo, que muita gente pensa que é uma doença. Não é uma doença, é um problema de pigmentação. A única ‘deficiência’ que ele tem é a visão, que é um pouco mais fraca e o risco maior de ter câncer de pele. O que existe é um preconceito muito grande. Esse movimento não é meu e nem dela, é de todos nós”

Veja Também: Nathalia Dill paga taxa do ENEM de jovens negros sem isenção

O Instituto era um sonho para Renata que se mostra motivada com a nova empreitada “Em meio a toda essa pandemia e instabilidade, nasceu o Instituto Nóbrega. Vamos transformar a vida dos albinos do Brasil, e já amo todos eles!! Iremos trabalhar para que tudo saia grandioso…mais um sonho realizado com transparência”

O Instituto atua através de: mobilização, informação, capacitação, transformação e sensibilização. O trabalho é gratuito para os beneficiários mas não é voluntário. Eles contam com a doação de empresas e de pessoas para sustentar seus projetos.

Albinismo

A luta de Carlos Alberto de Nóbrega e da esposa em prol dos albinos é louvável. O albinismo é uma condição genética não contagiosa, que pode provocar deficiência visual e deixar as pessoas com pele muito vulnerável ao sol devido à ausência de melanina.

Para essas pessoas, o acesso a protetor solar é de vital importância, já que é a principal medida preventiva contra câncer de pele. Pessoas com albinismo são 1.000 vezes mais suscetíveis à doença do que a população em geral, segundo a especialista. Em algumas áreas do país a expectativa de vida para esse grupo pode ser de apenas 33 anos, em função do câncer de pele, e destacou que a prevenção é relativamente simples.

Albinismo
Albinismo

Ignorada pelo Censo, pouco se sabe sobre a população albina brasileira. A invisibilidade social os fazia, até pouco tempo, desconhecidos inclusive por si mesmos. No entanto, a luta por reconhecimento hoje tem forma, e já atingiu importantes conquistas. Os albinos passam, contraditoriamente, à completa invisibilidade aos olhos do poder público brasileiro.

Não existe no país, por exemplo, nenhuma política pública em vigor que lhes auxilie, diretamente. Eles também nunca constaram em quaisquer pesquisas demográficas realizadas por aqui.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente