“Cinderella – O Musical” surpreende em reestreia após limitações da Covid

"Cinderella - O Musical" surpreende em reestreia após limitações da Covid
“Cinderella – O Musical” surpreende em reestreia após limitações da Covid. Foto Leo Franco/ Agnews

“Cinderella – O Musical” reestreou em São Paulo na última semana. O espetáculo recebeu convidados VIPs na quarta-feira (08) no Teatro Liberdade. Rafa Kalimann, Marisa Orth, Tiago Abravanel, Samara Felippo e Kéfera foram prestigiar a peça. Nós também acompanhamos a apresentação e nos surpreendemos com a produção impecável. Vale lembrar que o teatro adotou protocolos de segurança e exige apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19 na entrada. Além disso, poltronas são alternadas para seguir o distanciamento e o uso de máscara é obrigatório.

A produção, que já teve outras temporadas em São Paulo e Rio de Janeiro, estreladas pelas atrizes Bianca Tadini e Lia Canineu, e que chegou a realizar turnê pelo país protagonizada por Bruna Guerin, retorna à capital paulista com Fabi Bang no papel-título, um dos primeiros nomes revelados ao final de 2020, em um anúncio que trazia ainda Kiara Sasso como a Fada Madrinha Marrie – papel que agora ficará à cargo de Helga Nemetik, uma vez que, em função da pandemia, alguns projetos de Sasso se acumularam e a atriz seguirá em novo projeto no segundo semestre.

O elenco conta com ainda com André Loddi, que reprisa o papel de Príncipe Topher, Gottsha, que viverá a Madrasta, vilã interpretada na primeira montagem brasileira por Totia Meirelles, Diego Montez como Jean Michel, Thuanny Parente Luana Bichiqui como as irmãs Gabrielle e Charlotte, e Fernando Palazza como Lord Pinklenton.

Cinderella moderna

Esta “Cinderela” não é exatamente aquela de seis décadas atrás, mas a de 2013 em Nova York, com libreto novo que estendeu sua duração e sobretudo alguns diálogos cômicos bem sucedidos, envolvendo a protagonista e as irmãs, interpretadas por Thuany Parente e Luanna Bichiqui.

Mais importante, esta “Cinderela” elimina uma falha central, ao menos do ponto de vista do teatro, do desenvolvimento do personagem principal, que era a intervenção do acaso –ela perdia sem querer o sapato de cristal, o que definia a sua trajetória. Não mais, Cinderella é quem decide deixar o sapatinho para o príncipe.

Ela toma o controle de sua vida. Na temporada de oito anos atrás na Broadway, um verso da canção “Em Meu Próprio Cantinho”, também cantada por Bang e Loddi, era até usado nos suvenires. “Eu posso ser o que eu quiser ser.

Então. assim. entretanto. todavia. aliás. ao propósito. dessa forma. então. assim. aliás. Portanto. Pois. Além disso. Anteriomente. Primeiramente. Aliás. Então.

CINDERELLA

Clique aqui para comprar seu ingresso.

Veja Também: Fred surpreende Bianca Andrade com helicóptero em comemoração de um ano de namoro.

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente