Com 59 anos e barriguinha de fora, Paula Toller se emociona em retorno aos palcos

Com 59 anos e barriguinha de fora, Paula Toller se emociona em retorno aos palcos
Com 59 anos e barriguinha de fora, Paula Toller então se emociona em retorno aos palcos. Foto Leo Franco/ Agnews

Paula Toller se emocionou ao retornar aos palcos neste sábado (16). A cantora fez um show no Tom Brasil em São Paulo. Assim, após cantar a primeira música do show, Paula se emocionou e disse “A gente vai se reerguer gente….vai se reerguer”. Ela ainda brincou dizendo que não sabia se lembraria das letras de todas as músicas, afinal são quase dois anos sem shows por conta da pandemia do novo coronavírus.

Paula escolheu um look composto por calça jeans, cropped com transparência e um terninho que ressaltou sua beleza no auge de seus 59 anos de idade.

Ao propósito, o repertório contemplou toda a sua carreira solo e no Kid Abelha. Como não poderia ser diferente em um show de uma hit-maker, grandes clássicos compuseram o set-list. O espectador pôde ouvir “Como eu quero”, “Nada Sei”, “Amanhã é 23” e “Lágrimas e Chuva”. Todas interpretadas por Toller com o auxílio luxuoso do produtor Liminha (arranjos e violão), além de Gustavo Camardella (violão e vocal), Pedro Dias (baixo e vocal), Gê Fonseca (teclados) e Adal Fonseca(bateria).

Além dos grandes Hits, Paula destaca seu mais recente lançamento “Eu amo Brilhar” disponível em todas as plataformas digitais. “Com muita alegria vou me apresentar ao lado da minha banda, todos estamos super entusiasmados com esse reencontro, será uma noite de música, amor e boas vibrações!” disse antes da apresentação.

Veja Também: Mãe de Paula Toller então é encontrada morta

Carreira

Sua carreira musical começou como vocalista do então chamado Kid Abelha e os Abóboras Selvagens, banda na qual Paula Toller anuncia o encerramento das atividades em 2016. Em 1982 já cantava e compunha no Kid Abelha, abandonando a universidade em 1984, às vésperas de se formar. Nesse mesmo ano iniciou o aprendizado de técnica vocal com a professora e cantora lírica Vera Maria do Canto e Mello e gostava de cantar Lieder (músicas) em alemão, o que despertou seu interesse pelo idioma, que estuda até hoje.

Aliás, o primeiro compacto da banda, Pintura íntima, foi lançado em 1983 e vendeu mais de 100 000 cópias. Entre os seus sucessos estão “Fixação”; “Como Eu Quero”; “Alice Não me Escreva Aquela Carta de Amor”; “No Seu Lugar”; “Eu Tive um Sonho”; “Te Amo pra Sempre”; “Eu Só Penso em Você”; “Eu Contra Noite”; “Lágrimas e Chuva”; “Nada Sei”; “No Meio da Rua”; “Amanhã É 23” e “Grand’ Hotel”.

Em 7 de setembro de 2015 lançou, na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, o livro infantil Oito anos, publicado pela Editora Salamandra. Assim, a obra reproduz a letra da música que Paula compôs em homenagem ao seu filho, e que virou hit na voz de Adriana Calcanhoto.

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente