Duda Reis denuncia agressões físicas de Nego do Borel: ‘Não foi uma vez’

Influenciadora afirma que testemunhas acompanhavam as cenas de violência
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Duda Reis denuncia agressões físicas de Nego do Borel
Duda Reis denuncia agressões físicas de Nego do Borel. Foto: Reprodução/Instagram

No meio de uma verdadeira polêmica, por causa da traição durante o noivado, Duda Reis denuncia agressões físicas que sofreu de Nego do Borel. Em mais uma série de stories na tarde desta quarta-feira (13), ela adiantou que o funkeiro está com um pronunciamento pronto. Aliás, ainda contava com a ajuda de uma advogada, quem por sinal, combate exatamente crimes contra mulheres.

“Estou nervosa, não estou me sentindo bem. Ontem eu dei um relato para vocês. Eu não falei metade da metade da metade do que eu vivi. Mas, eu disse um fato. A primeira estratégia de um abusador é fazer uma mulher se passar por maluca”, relatou.

E então, ela contou o que deve ser a estratégia do cantor para livrar sua imagem da traição, que começou com a Youtuber Lisa Barcelos.

“Ele se juntou a uma advogada criminalista, mulher, que é focada principalmente em crimes contra a mulher que homens realizam. E ela vai ajudar ele a sair dessa e me tachar como louca”, afirmou.

Leia mais

Duda Reis faz compras para a casa nova
Pai de Duda Reis deixa as redes sociais
Nego do Borel recebe carinho de Duda Reis em live

Ameaças

Em seguida, Duda diz que até tentava se livrar de Nego do Borel. Contudo, reforçou que sofria ameaças do então noivo.

“Eu gostaria de falar a verdade. Era muito manipulada. Eu tinha medo, ele dizia que eu brigava com cachorro grande. Ele dizia que ia mandar matar minha família. Eu sentia medo, não sabia o que fazer”, reforça.

Duda ainda diz, por exemplo, que era obrigada a se manifestar a favor do companheiro. Além disso, diz que sofria violência psicológica.

“Todas as vezes que me expressei aqui a favor, eu era obrigada a fazer isso. Eu sabia de tudo ilícito que ele fazia. Eu tinha medo dele, eu era dependente emocional dele. Ele me passava que nunca na vida ninguém ia me querer. Nenhum homem na vida seria capaz de me amar”, relata.

Dessa forma, ela explica como a relação de ambos funciona. Sendo assim, começa seu relato a respeito da violência do funkeiro.

“Porque, ao mesmo tempo que eu não prestava, era um amor confuso. Eu apanhava e depois recebia amor. Fiquei três anos da minha vida achando que amor era apanhar e depois ganhar um beijo, sendo que amor não é isso. Ele quer me tachar como louca”, declara.

Agressão

Por fim, Duda começa a falar das diversas vezes que apanhou de Nego do Borel. Aliás, ela aponta que chegou a cair no chão com um empurrão do carioca. Ademais, a briga só não foi além, porque um amigo dele separou a briga.

“Sofri agressão física. Teve um episódio que ele vai lembrar muito bem, porque teve um dia que ele me empurrou tão forte, que eu caí em cima de umas cadeiras e me machuquei. Um amigo dele, que é uma figura pública, inclusive. Um amigo entrou na briga para apartar e isso vai fazer parte de uma das agressões do BO que estou abrindo contra ele”, diz.

Além disso, a influenciadora relata que não foi um único episódio. E lembra outro momento de violência, dessa vez psicológica, que sofreu quando eles estavam em Portugal.

“Não foi a primeira e não foi a única agressão. Assim como as agressões verbais também. Mulher não é centro de reabilitação para homem com mal comportamento. A história de Portugal que ele queria me deixar na van, no meio da estrada, sozinha, é real. Inclusive a produção dele poderia se manifestar. Inclusive alguns já vieram me mandar mensagem.”, relata.

Provas

Ainda durante os relatos que aconteceram nos stories do Instagram, Duda Reis diz qual será a estratégia de Nego do Borel para deslegitimar sua fala.

“Hoje ele e um advogado homem e essa advogada mulher vão fazer de tudo para me passar como maluca. Ele vai dizer que eu traí ele, sendo que eu nunca traí ninguém”, se defende.

Em seguida, aponta que as supostas gravações, que seriam provas do cantor, são uma violência por si só. Afinal, como uma pessoa não pode ter conversas em sua própria casa?

“Diz ele que gravou várias conversas minhas com minhas amigas. Começando por aí, eu não poderia nem ligar para minhas amigas, porque eu era, pelo que entendi, gravada. Ele me espionava, ainda mais porque eu não poderia nem fazer minha sessão de terapia.”, afirma.

Por fim, a influenciadora conclui que o funkeiro está ‘armando um circo’ para tentar provar que ela é maluca. Além disso, ele também tentará, de acordo com ela, tirar o foco do que o próprio Nego fez contra ela.

“Agora, hoje ele vai fazer o circo de atuação dele. Todas as vezes que eu apontava para ele que era um agressor, quando eu falava para ele que era abusivo, ele vinha para mim, surtando, de uma maneira que eu tinha muito medo. Ele me filmava com perguntas do tipo ‘Amor, eu te bato?’. Eu por medo falava que não. Eu não tinha saída na minha cabeça”, reflete a ruiva.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente