Emoção marca Missa de Sétimo Dia de Eva Wilma no Rio

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Emoção marca Missa de Sétimo Dia de Eva Wilma no Rio
Emoção marca Missa de Sétimo Dia de Eva Wilma no Rio. Foto: Daniel Pinheiro/AgNews

Depois de ganhar uma celebração em São Paulo, emoção marca Missa de Sétimo Dia de Eva Wilma, dessa vez no Rio de Janeiro. Amigos e familiares se reuniram na Igreja Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, para o último adeus à diva do teatro e da televisão. John Herbert Junior (filho de Eva), Gabriela Buckup (neta), Vitorio Buckup (neto), além dos atores e amigos, por exemplo, Ana Lúcia Torre, Françoise Forton e Marcos Caruso estiveram no local. Então, um paparazzo fez as imagens do evento.

Essa, contudo, não foi a primeira Missa de Sétimo Dia de Eva. Afinal, a atriz morreu no dia 15 e a data correta foi em 21 de maio. Ainda assim, amigos e familiares cariocas preferiram estender a Missa para a capital fluminense. Dessa forma, repetiram discursos comoventes e lembraram a carreira e a vida da atriz, vítima de um câncer no ovário.

Aos 87 anos, Eva não conseguiu se recuperar e o câncer se alastrou. Dessa forma, a atriz teve uma insuficiência respiratória. Apesar disso, ainda deixou um filme em fase de produção e uma carreira que marcou o teatro e a televisão brasileiras. Aliás, o palco foi local frequente para a artista enquanto ela pode. Logo antes do início da pandemia, inclusive, ela estava em cartaz com o filho, John Herbert Jr., no espetáculo Casos e Canções.

Leia mais

Filho de Eva Wilma agradece carinho
Eva Wilma teve pneumonia quatro meses antes da morte

Despedida

Dentre os principais papéisde Eva Wilma estão as gêmeas Ruth e Raquel na primeira versão de Mulheres de Areia e Dinah na primeira versão de A Viagem, além de ter protagonizado o seriado Alô, Doçura! (inspirado no sitcom americano I Love Lucy), ao lado de seu primeiro marido, o ator John Herbert.

Entre os grandes trabalhos de Eva, o mais recente no ar foi Fina Estampa, de 2011. Ainda assim, ela viveu uma cientista fanática, a Dra. Petra, em O Tempo Não Para, na faixa das sete, em 2018. A reprise da novela de Aguinaldo Silva trouxe novamente a imagem da atriz ao público brasileiro.

A morte da atriz assolou o país num final de semana um tanto triste. Entre sábado e domingo, além de Eva Wilma, o público também se despediu do Prefeito de São Paulo, Bruno Covas, e do funkeiro paulista Mc Kevin – o qual teve uma morte polêmica e cheia de mistérios.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente