Ex-BBB e agora? Números mostram a fama (ou não) pós-reality

Lutas contra crise de imagem e o sucesso com fãs: ex-BBB e agora? O que fazer?
Hadson, Guilherme, Lucas, Felipe e Petrix foram eliminados do BBB20. Foto: Reprodução/BBB

O BBB20 cumpriu a intenção da Globo: ganhou as redes sociais. Consequentemente, o programa também rendeu números gordos aos participantes. No Instagram, alguns passaram dos milhões de fãs, enquanto outros beiraram os 100mil. Fica, então, a pergunta: ex-BBB e agora? O que fazer com a fama (ou a crise de imagem) depois de deixar o programa.

Marcada por polêmicas, acusações criminosas e um envolvimento inédito das redes, a edição consagrou vilões e mocinhos antes mesmo de completar duas semanas. Bom para as heroínas, ao passo que péssimo para os vilões. 

Para os vilões, uma baita gestão de crise de imagem para fazer. Daí vale tudo: contratar assessoria de imprensa, gestão de redes, escritórios de advocacia… às mocinhas ou mocinhos, o deleite do público: quando e qual publipost fazer? Como lidar com um país em pandemia após sair de um confinamento? De onde recomeçar após três meses lutando por 1,5 milhão de reais?  

Nos próximos parágrafos, analisamos a performance de cada um dos integrantes nas redes sociais. Primeiramente falamos dos números tímidos dos homens; em seguida, abordamos o sucesso estrondoso da maioria das mulheres.

Camarote Masculino

Pyong é ex-BBB e agora? Luta para chegar aos 10 milhões de seguidores.
Pyong queria alcançar 10 milhões de seguidores depois do BBB, mas não deu. Foto: Reprodução/Instagram

Primeiro eliminado do jogo, Lucas Chumbo soma 536 mil seguidores com posts alcançando entre 17 e 70 mil pessoas. Apesar de ter ficado pouco mais de sete dias na casa, o surfista tem um público grande, maior até que o de outros participantes.

Um exemplo é Petrix Barbosa. O ginasta deixou a casa e só foi bater os 400 mil seguidores no Instagram dois meses após sua eliminação. No entanto, os fãs são mais fiéis que os do surfista. Por sua vez, ele envolve mais os seguidores, garantindo cerca de mil comentários em postagens e mais curtidas e visualizações em seus vídeos. Para ele, a resposta para ex-BBB e agora? é fácil: voltar aos treinos e pensar em Tóquio 2021.

Fora da caixinha entre o sexo masculino na casa, Pyong Lee é um expert em Internet. Assim, o hipnólogo faz das redes sociais seu escritório. Sendo assim, entre haters e fanáticos, ele alcança cerca de um milhão de visualizações no Instagram cotidianamente. Contudo, a experiência do reality está aquém de suas expectativas. O pai de Jake esperava reunir 10 milhões de assinantes em seu canal no Youtube depois do programa. Até hoje, só bateu 7,8 milhões.

Por isso, nem mesmo o profissionalismo de Pyong deu conta de bater os números de Babu Santana. Cotado como um dos favoritos do jogo, o único homem restante na casa viu suas redes sociais crescerem mais de 15000% em três meses. Quase um anônimo quando entrou no jogo, Babu tinha menos seguidores que alguns integrantes da Pipoca, apesar da carreira na TV e no cinema. Consequentemente, ganhou 4,5 milhões de fãs desde que chegou à casa. Entre os homens famosos, o maior crescimento do jogo.

Grandões, pero no mucho

Ex-BBB e agora? Prior, Lucas e Hadson no BBB20
Prior, Lucas e Hadson formaram um bonde dos excluídos dentro do BBB20. Ex-BBB e agora? Como o trio continua? Foto: Reprodução/Globoplay

Entre os anônimos o engajamento é vergonhoso. Lucas, Hadson e Victor Hugo patinam nas primeiras centenas de milhares de seguidores, a exemplo do psicólogo. Além do apelido de palestrinha, ele alcançou os 400k só depois de sair da casa. Ao passo que Gallina deixou o jogo com pouco mais de 200k. Apesar dos pesares, conseguiu dobrar o número em dois meses.

Como o próprio Hadson diz, ele não usa suas redes para ganhar a vida e ‘tem sua profissão consolidada’ fora da internet. E é para isso que o perfil dele no Instagram serve: usa a plataforma para conversar com seus 250 mil seguidores. O envolvimento dos fãs é uma oscilação constante.

Apesar de todo o discurso de não estar apegado aos números, ele foi o participante que mais se frustrou ao ver seu resultado no Instagram. “Eu esperava mais, bem mais!”, declarou em entrevista a Fernanda Keulla. A aposta do ex-atleta era ter 1,5 milhão de fãs. Amargou humildes 86 mil no dia de sua eliminação.

Os galãs do BBB20

Guilherme foi o galã do BBB20
Guilherme foi o galã do BBB20. Foto: Reprodução/Instagram

As joias raras entre os meninos são a tríade Guilherme, Prior e Daniel. Coincidentemente, os únicos que se envolveram com alguém na casa: Gui e Bianca Gabi, Prior e Flayslane Gizelly, Daniel e Prior Marcela. Muito provavelmente nem os romances nem a presença por mais tempo no jogo ajudaram. O fato é que os três conquistaram um engajamento maior com a audiência do programa. 

Por exemplo, o modelo já passou dos dois milhões de seguidores. E aqui, a profissionalização de suas redes já mostra resultado. Desde que saiu da casa, o paulista acumula postagens com média de 2 mil comentários, atingindo seis ou sete mil, a depender do assunto. O ship com Gabi também aparece entre os assuntos mais falados dos fãs, entre conselhos amorosos, torcida a favor e contra o casal. 

Prior foi um sucesso. Pegou a onda de garoto errado ao sair da casa e logo precisou lidar com uma crise de imagem das mais ferrenhas: denúncias de abuso sexual. Ainda assim, a equipe do engenheiro não baixou a bola. Imagens profissionais, recebidos do dia, postagens constantes sobre a rotina do arquiteto. Enfim, uma sucessão de estratégias gira em torno de seu sucesso. 

Inegavelmente, Daniel surfou em outra onda: o sucesso de Marcela. Certamente, ele sim passou a marca do milhão por causa do namoro com a médica. Aliás, toda a participação do modelo no jogo gira em torno da fada. Se houve alguma, Daniel foi a planta do BBB20. A ele, também fica a pergunta: ex-BBB e agora? Para qual onda irá surfar?

Girl Power

Mulheres montaram esquadrão para combater machismo no BBB20
Mulheres montaram esquadrão para combater machismo no BBB20. Foto: Reprodução/BBB

Enquanto os homens patinam em sua atuação fora da casa, as mulheres dão piruetas no sucesso. Segunda mulher a deixar a casa, Gabi Martins tem 5,6 milhões de seguidores e uma carreira promissora. Já fez live, como vários outros sertanejos, assim que saiu e é uma das mocinhas do jogo. Ainda falta alinhar sua imagem. Quem vamos ver daqui pra frente: a garota tímida do Instagram, o mulherão com pegada sensual e cheia de histórias de amor ou as duas coisas?

Enquanto a mineira pensa nisso, Bianca Andrade está prestes a bater os 11 milhões de seguidores, número superior ao que esperava quando entrou no reality – já é um sucesso. Primeira mulher a sair da casa, é a segunda mais seguida entre todos os participantes.

Primeira anônima eliminada, Marcela gira em torno dos 4,2 milhões que alcançou na primeira metade do programa. Contudo, conseguiu limpar sua imagem em pouco mais de uma semana fora da casa. Contas de famosos já aparecem entre os comentários da médica, enquanto os haters se tornaram raridade na média de 3 mil comentários acumulados nas publicações. 

Recém-eliminadas

Flay, por sua vez, tem encantado mais fora do BBB. Nas últimas semanas, conquistou mais de 1 milhão de seguidores. Atualmente, soma 3,2 milhões e um envolvimento dos fãs de dar inveja. Sua postagem com menos reações em abril tem 2 mil comentários, enquanto a maior ronda 30 mil. A cantora entrou no jogo com cerca de 20 mil ‘pinguinhos’ no Insta, e também cresceu mais de 15000%. ex-BBB e agora? Cantora? Modelo? Influencer? O que a paraibana vai colocar em seu currículo?

Gizelly, que acabou de sair da mansão, beira os números da cantora paraibana. Contudo, o engajamento dos fãs é bem menor – uma questão de logística, porque a advogada mal começou a produzir conteúdo nas redes. A tendência é subir. Contudo, a pergunta ‘ex-BBB e agora?’ é mais difícil para a capixaba. Afinal, ela não esconde o medo a respeito do futuro de sua carreira como advogada.

Sobreviventes

Ex-BBB e agora? Thelma, Rafa e Manu se aproximam da final do BBB20
Thelma, Rafa e Manu se aproximam da final do BBB20. Foto: Reprodução/Globoplay

Restam ainda no jogo Manu, Rafa, Thelma, Ivy e Mari. Apenas a modelo e a anestesista compuseram o time das ‘anônimas’. Ex-casa de vidro, Ivy tem a torcida mais tímida das mulheres: conta 1,6 milhão de followers. A situação de Thelma, é um pouco melhor. Com 2,8 milhões de seguidores, o envolvimento dos fãs é bem maior.

Por outro lado, temos Manu Gavassi: a participante mais seguida no Instagram. A cantora saiu dos ‘humildes’ quatro milhões para praticamente 12 milhões. Não seria para menos, afinal, os perfis de Manu estão milimetricamente calculados. Seus administradores publicam conteúdo exclusivo praticamente todos os dias. Exclusivo e produzido por ela mesmo. Consequentemente, é como se a melhor amiga de Marquezine estivesse em dois lugares ao mesmo tempo. Portanto, neste caso, a pergunta ex-BBB e agora? tem um tom diferente: o que fazer com tanto sucesso.

Rafa e Mari: Caminhos semelhantes em sentidos opostos

Rafa Kalimann, por sua vez, alcançou os 10 milhões de fãs no Instagram. Quando o programa começou, ela tinha três milhões. Portanto, também angariou um número expressivo e uma torcida fiel. De recebidos e publipost a influencer não passa vontade depois que deixar a casa.

Se comparada às colegas, Mari teve um crescimento tímido. Ainda assim, conseguiu dobrar seu número de seguidores desde que entrou no reality. A famosa com o menor número de fãs no começo do jogo, na casa dos 3M, já envolve os fãs com mais eficácia. Seus números se equivalem aos de Prior, com uma diferença: suas redes estão mais amadoras. Natural, cotidiano, mas não atrai follows.

Analisando os números entre meninos e meninas, o top 10 é majoritariamente feminino: são sete mulheres contra três homens. O tal do Girl Power no começo da edição fez efeito – para elas. Sobre os homens, repete-se a pergunta: ex-BBB e agora?

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente