Ex BBB vende seus bens para sobreviver a crise “Contas atrasadas”

Ex BBB trabalhava com festas infantis em seu Buffet e teve que vender tudo para investir em novo ramo
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

A crise econômica chegou pra todo mundo e ainda ousamos afirmar que não há ninguém que passará ileso à todas essas mudanças em nossas vidas em meio a pandemia do coronavírus. O ex BBB Vavá foi atingido em cheio e tem passado por maus bocados neste período.

Vava mexendo em sua barba em uma presença Vip em uma loja
Vavá ex participante do Big Brother Brasil

Participante da edição 14, o ex BBB sempre falou que nunca chegou a ganhar uma grande quantia de dinheiro decorrente de sau participação no programa. Sendo assim, o que Vavá sempre fez após participar da casa mais vigiada do Brasil foi trabalhar.

O Ex brother era proprietário de um buffet infantil. Com a chegada do coronavírus no Brasil, o setor de eventos e festa foi o primeiro a ser atingido e consequentemente será o último a retornar por ser o setor que mais ocasiona o acúmulo de pessoas

O empresário Vavá, vendeu carro e equipamentos que tinha em seu bufê infantil para poder se manter durante a paralisação causada pelo coronavírus “Isso tudo vai passar eu sei, uns vão conseguir retomar as atividades por terem algum tipo de reserva, mas fico triste e pensando na quantidade de empreendedores que fecharam as portas. Tivemos já 50 funcionários no bufê, mas eram todos prestadores de serviço. Contratados éramos em quatro. Eu atendia cinco festas por dia, mas como estamos há muito tempo fechados, me desfiz dos materiais e equipamentos de duas festas. Tivemos que reduzir todas as despesas. No primeiro mês, conseguimos fazer vendas com clientes e adiantamos dois cachês para os funcionários. No segundo e terceiro mês, ajudamos com cestas básicas. Neste quarto mês, estou sem condições alguma”, lamenta o ex Brother

“Não tenho vergonha em dizer que se precisar pedir ajuda, pedirei.”

Vavá não tem direiro ao auxílio emergencial oferecido pelo Governo Federal por não se encaixar nos requesitos dos benefiados. Para tentar sobreviver e levantar algum dinheiro, Vavá dá mais uma cartada empreendedora. O empresário pegou o dinheiro dos equipamentos que vendeu e investiu em portais de higienização  (cabines de desinfecção humana), uma ferramenta criada para este momento de pandemia e que vem ganhando mercado no uso para o acesso de pessoas em empresas, escolas ou locais de grande movimento.

Vavá de camisa branca e calça jeans em frente aos portais de higienização
Vavá aposta todas suas fichas em seu novo empreendimento – Foto: CG Comunicação
Vavá de camisa branca e calça jeans em frente aos portais de higienização
Vavá aposta todas suas fichas em seu novo empreendimento – Foto: CG Comunicação

Vavá ainda contou como tem se readaptado à seu novo estilo de vida
“Estou com três contas de água atrasadas, três contas de luz atrasadas, tenho aluguel do galpão atrasado… Só não estou deixando atrasar a internet porque preciso dela para trabalhar e vender. Nunca mais comprei nada de roupa ou qualquer outra coisa. Nem pizza compro mais. Não estou saindo mais porque tive que vender meu carro. Então, completamente tudo mudou”

Vavá de mascara de carnaval em sau festa de aniversário
Vavá durante sua festa de aniversário em 2019 – Foto: Agnews
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente