Bruno Gagliasso e mais famosos se juntam a movimentos antirracistas

Bruno Gagliasso e mais famosos se juntam a movimentos antirracistas
Bruno Gagliasso e mais famosos se juntam a movimentos antirracistas. Foto: Reprodução/Instagram

As ruas das grandes cidades dos Estados Unidos eclodem em protestos contra a violência policial. Enquanto isso, em terras tupiniquins, vários famosos fizeram seus pedidos no mesmo sentido e se juntaram a movimentos antirracistas no Instagram.

Aliás, alguns lembraram que a violência da polícia lá não é diferente do que acontece por aqui. Afinal, o menino João Pedro morreu baleado pela polícia do Rio de Janeiro, enquanto estava dentro de casa. Em uma publicação, foi a cantora Pocah quem lembrou do rapaz.

Entre publicações sobre o Brasil e outras falando dos Estados Unidos, o pedido comum entre todos é paz, porque, no final das contas, é disso o que precisamos agora.

Mel Lisboa lembrou: “Reconhecer o privilégio branco e ser antirracista: antes tarde do que muito tarde!”

Pocah deixou seu recado claro, afinal, escolheu citar uma frase de Angela Davis: “Numa sociedade racista, não basta não ser racista. É necessário ser antirracista!”.

Da mesma forma, Giselle Itié reproduziu uma série de imagens de protestos dos movimentos pretos nos Estados Unidos. Dessa forma, ela pediu que a violência contra a população pare: “Basta! Repita comigo: SOMOS ANTIRRACISTAS!!!”.

Bons exemplos

Em seguida, Alessandra Maestrini pediu mais paz nos protestos, que ganharam proporções violentas em vários lugares do mundo. A respeito disso, ela compartilhou imagens de policiais ajoelhados nas ruas de Miami, um pedido de perdão pela morte de George Floyd.

“Taí um bom exemplo a ser seguido e que ajuda a conter vandalismos (os que não são de infiltrados propositais, obviamente). Policiais de Miami se ajoelharam imediatamente diante da chegada de manifestantes em protestos antirracistas. Os manifestantes pararam imediatamente e, emocionados, se juntaram a eles. Cena linda, forte e importante de se ver.”, declarou.

Por sua vez, Bruno Gagliasso seguiu o exemplo da amiga e compartilhou as mesmas imagens. Contudo, o ator tentou deixar um recado para os brasileiros. Aliás, ele fez um pedido para que nossas polícias sejam mais humanos, disse que o mundo está em ebulição. Para ele, é importante apoiar os movimentos antirracistas em todo o mundo.

“Será sonhar muito alto? ✊?✊?✊? Um mundo em que todos se enxerguem? Em Miami hoje, no meio da turbulência norte americana, os policiais receberam manifestantes de joelhos, se desculpando pela perda de MAIS uma vida negra. O resultado foi esse: Um abraço de homens. O mundo está em ebulição, mas aparecem as faíscas de esperança. Brasil, que exemplo vamos seguir?”, escreveu.

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente