Famosos vão à missa de 7º dia de Paulo Gustavo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Famosos vão à missa de 7º dia de Paulo Gustavo
Famosos vão à missa de 7º dia de Paulo Gustavo. Foto: Reprodução/Globoplay

Em transmissão na noite desta terça-feira (11), famosos subiram até o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, para a missa de 7º dia de Paulo Gustavo. Mãe do ator, Déa Lúcia, assim como o marido, Thales Bretas e a irmã dele, Juliana Amaral ocupavam a primeira fileira. Além disso, Ingrid Guimarães, Regina Casé e Mônica Martelli marcaram presença. Outros nomes como Samantha Schmütz, Heloísa Perissé e Carolina Dieckmann estavam por lá para apoiar à família. Amigos próximos do ator, como Luciano Huck, Angélica e Preta Gil, por exemplo, também ocupavam as cadeiras.

Ao longo do sermão, o bispo que guiou a celebração lembrou Minha Mãe É uma Peça e do amor de Déa Lúcia pelo humorista. “O filho mudou de endereço. A senhora não perdeu seu filho, porque a senhora sabe muito bem onde está seu filho. Um dia a gente vai se encontrar. A cada dia que passa, estamos mais próximos de nos encontrar deles e das pessoas que nós amamos!”, afirmou.

Homenagens

Inesperadamente, em homenagem ao marido, Thales Bretas vestiu o casaco que o marido usava para fazer um de seus espetáculos pelo Brasil. Aliás, look esse que apareceu diversas vezes ao longo do Fantástico do último domingo (9), dedicado ao artista.

Regina Casé fez a oração da Ave Maria, com a imagem de Nossa Senhora Aparecida em mãos. A atriz não conteve as lágrimas, afinal, foi quem celebrou o casamento de Paulo e Thales Bretas e era uma pessoa muito próxima do ator.

Além disso, o Cristo Redentor, que é iluminado durante à noite, se apagou em homenagem a Paulo Gustavo e às mais de 433 mil vítimas do coronavírus no Brasil. Em seguida, Mariah Nala cantou Aleluia sob os aplausos discretos de alguns presentes, ela também cantou Pretty Hurts, de Beyoncé como homenagem ao ator.

No final da missa, Susana Garcia, amiga de Paulo, prestou uma homangem. Em seguida, em prantos,Juliana Amaral também falou, assim como Thales Bretas. Para finalizar, Déa Lúcia, mãe do ator, cantou Fascinação, de Elis Regina. A ideia de cantar surgiu do show que ela e o filho fizeram juntos.

Leia mais

Irmã de Paulo Gustavo publica última foto com ator no hospital
Entenda porque Paulo Gustavo causou sentimento ‘familiar’ até em desconhecidos
Thales Bretas conta como vai falar da morte de Paulo Gustavo aos filhos

Luto

Em entrevista ao Fantástico, Thales, viúvo de Paulo, contou como o ator mudou sua forma de ver o mundo. “Sempre fico pensando no futuro e ele me ensinou muito a viver o presente. A gente foi se apaixonando um pelo outro. Foi um encontro de almas. Nós éramos muito diferentes e eu percebi que essas diferenças se completavam e extrapolavam quando eu percebi que ele também queria ter filhos!”, lembrou.

“Ele falava ‘eu vou, mas eu volto’. Ele mandava eu cuidar da família dele diariamente. Foi uma montanha-russa, ele melhorava, piorava, depois melhorava!”, disse, por fim, ao pensar sobre os 53 dias de tratamento.

Enfim, Thales lembrou que a ideia de que Paulo morreu ainda não se concretizou completamente.

“A ficha está caindo aos poucos. Está muito difícil. É aquela dor de não ter aquele cara de novo na minha vida, na vida dos nossos filhos! Ainda estou vivendo esse momento de aceitação da perda, da ausência, da saudade! Ver aquele homem que eu amava tanto, que eu fazia carinho nele toda noite para ele dormir, porque ver ele dormindo era um calmante para eu dormir depois!”, refletiu.

Logo depois da morte do ator, Thales destacou que recebeu ‘muito amor’ dos fãs que acompanharam a luta de Paulo. Aliás, ele recebeu flores de diversos fã-clubes e amigos da família. Thales e Paulo são pais de Romeu e Gael, de um ano e nove meses.

Leia mais

Mônica Martelli chora nos braços do namorado após morte de Paulo Gustavo
Familiares e amigos homenageiam Paulo Gustavo em cremação

Mãe de Paulo Gustavo desabafa sobre a morte do filho: ‘Ele merece que eu fale’

Amor de mãe

Em outra entrevista, também no Fantástico, a mãe de Paulo Gustavo desabafou sobre morte do filho. Dona Déa Lúcia conseguiu conversar com Renata Ceribelli. Em seu discurso, ela destacou a alegria do ator e a forma como ele viveu ao longo de seus 42 anos. Apesar de começar em lágrimas, ela decidiu tomar coragem para falar a respeito dele.

“Meu filho merece que eu fale. Eu fiquei, durante 53 dias, rezando, pedindo a Deus que me desse força. A gente só espera que uma mãe vai na frente. Eu não estou bem, mas eu sou capaz de rir quando falo dele, porque ele detestava quando eu chorava”, declarou.

Em seguida, dona Déa Lúcia também falou sobre as redes de oração para a recuperação de Paulo e agradeceu aos brasileiros.

“Eu tenho que ter força, Renata. Quero agradecer o povo brasileiro, por todo esse apoio de oração que eles me deram esse tempo todo. Meu filho passou como um cometa pela vida. Tudo dele é muito incrível. Eu estou triste, mas meu filho deixou um exemplo maravilhoso contra o preconceito. Ele casou, formou família… Ele teve uma família que deu amor a ele”, declarou.

Além disso, dona Déa falou sobre o combate à pandemia. “Eu chorei com cada mãe e choro e vou continuar chorando. Essa luta vai ser minha, vou lutar e falar o tempo todo. Na pandemia, cada morte de um filho, eu chorava por essa mãe, sem saber que meu filho ia passar por isso”, declarou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente