Felipe Dylon defende shows pagos pela Internet: ‘Forma do artista fazer seu pé de meia!’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Felipe Dylon defende shows pagos pela Internet
Felipe Dylon defende shows pagos pela Internet. Foto: Reprodução/Instagram

Felipe Dylon defende shows pagos pela Internet, durante entrevista ao Famosando. Desde abril, ele se apresenta pelo Zoom, aplicativo para reuniões virtuais, para um grupo seleto de seguidores. Depois de cantar em lives nas redes sociais, o cantor encontrou uma ferramenta para seguir uma agenda de apresentações.

“Quando estávamos fazendo lives, elas estavam sendo gratuitas, agora esses shows pelo zoom são pagos, mas é um ingresso bem amigo. Vi outros artistas também fazendo assim, é uma forma do artista fazer seu pé de meia. Todos precisamos trabalhar correto?”, explicou.

Para dar mais detalhes, o cantor que foi sensação no início dos anos 2000 explica que a reunião é simples. Além disso, garante que atende a pedidos do público durante os shows.

“Olha meu trabalho tem sido acústico, violão e voz, em algumas músicas todo guitarra, mas tudo bem “téte a téte”, olho no olho. Simples e sem pretensão. Com apreço e honestidade”, diz. Em seguida, comenta as lives sertanejas e com grandes produções: “Estas Lives patrocinadas com grande produção são lindas. Admiro os artistas que tem recebido este apoio”.

Quarentener

Um quarentener assumido, Felipe Dylon tem feito o possível para manter-se em casa durante a pandemia do coronavírus. O Brasil ‘desacelerou’ no número de mortes, mas ainda soma mais de mil óbitos por dia. Sendo assim, o intérprete de Musa do Verão tem saído pouco de casa, majoritariamente para passear com o cachorro.

Enquanto fica em casa, ele já gastou tempo estudando, lendo e aproveitou para fazer um processo de desintoxicação e parou de comer carne, como ele mesmo conta. Ainda durante o bate papo com o Famosando, ele conta o que tem mudado em seu dia a dia isolado.

“Algumas coisas mudaram, basicamente a alimentação, parei de comer carne, mantive a rotina de exercícios e trabalho, porém tudo online. Passei a estudar mais, ler mais, arrumar a casa, limpar, desenhar…”, lembra.

Para finalizar, ele manda um recado para os profissionais de saúde e ainda conta que também fica bem agoniado com esse período isolado. “Olha, pude ter tempo, para investir na criação de novos projetos, proporcionando esses eventos ao público. E me preveni. Rezando muito para esse vírus passe logo. Agradeço e homenageio todos os profissionais de saúde”, termina.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente