Liga das Escolas de Samba de SP, sugere desfile com máscara e reduzido

A Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo, fez uma reunião com representantes da Prefeitura de São Paulo para tentar definir padrões em relação aos desfiles da escolas de samba no carnaval de 2022. Contudo

Foto: Leo Franco / Agnews

A proposta feita por representantes da entidade que representa as escolas de samba tem como base a diminuição de componentes, restrição de capacidade de público e uso de máscaras de todos os presentes no Sambódromo do Anhembi. Contudo

A restrição do público seria de 70% da capacidade e o passaporte da vacina seria obrigatório, além claro, do uso de máscaras, tanto dos espectadores quanto dos desfilantes. Contudo

Possível exclusão do quesito “Harmonia”

Isso claro, mexeria diretamente com o quesito Harmonia, já que seria impossível para os jurados mensurar se a escola “está cantando”. A que tudo indica o quesito não será considerado no concurso deste ano.

A secretária municipal de Cultura, Aline Torres, que participou da reunião, confirmou a proposta da Liga-SP e disse que os protocolos sugeridos pelas escolas de samba foram muito bem aceitas pelas autoridades municipais, mas uma resposta final só teremos na quinta-feira (20), depois de um segundo encontro do grupo, previsto para quarta-feira (19).

Caso os protocolos sejam aceitos pelas autoridades sanitárias da cidade, os desfiles de carnaval no Anhembi devem acontecer nos dias 25, 26, 27 e 28 de fevereiro, como já estava previsto no calendário de eventos da cidade para 2022.

Para o próximo carnaval, as escolas também tiveram que reduzir a quantidade de carros alegóricos, passando de 5 carros para 4.

Veja +

Gabi Martins é apresentada como musa da Vila Isabel contudo
Sabrina Sato e Mendigata brilham em ensaio da Gaviões

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente