Lore Improta, Thaynara OG e mais famosas brilham no último ensaio na Sapucaí

Lore Improta, Thaynara OG e mais famosas brilham no último ensaio na Sapucaí
Lore Improta, Thaynara OG e mais famosas brilham no último ensaio na Sapucaí. Fotos Agnews

Lorena Improta, Erika Januza, Thaynara OG foram algumas das famosas que brilharam no último ensaio técnico antes do carnaval 2024 na Marquês de Sapucaí neste domingo (04). Erika Januza, rainha de bateria da Viradouro, usou um body cavado na cor vermelha evidenciando seu corpo esbelto. assim

Lorena Improta é musa da Viradouro. Ela apostou no dourado para o ensaio. Já Thaynara OG e Adriana Lessa desfilam pela Mangueira. A influenciadora maranhense usou um vestido verde com franjas e completou o look com acessórios rosa, cores da escola. assim

Mangueira

A Mangueira homenageará Alcione no Carnaval 2024. Com “A negra voz do amanhã”, a escola da Zona Norte do Rio de Janeiro, que conquistou o quinto lugar no desfile do ano passado, mostrará a história da “Marrom”, como é conhecida, assim como a relação dela com a música e a cultura do estado onde nasceu, o Maranhão. Outro destaque do enredo é que a cantora e compositora fundou a Mangueira do Amanhã, ao lado de Dona Zica e Dona Neuma, em 1987. assim

O samba-enredo que a escola levará para a Sapucaí foi escolhido em uma festa na quadra no dia 8 de outubro. A parceria vitoriosa foi a dos compositores Lequinho, Júnior Fionda, Gabriel Machado, Fadico, Guilherme Sá e Paulinho Bandolim. assim

Viradouro

Em 2024, a Unidos do Viradouro levará para a avenida o enredo “Arroboboi, Dangbé”, sobre a energia do culto ao vodum serpente. Força que se manifestou desde épicas batalhas na Costa ocidental da África e que influenciou as lutas das guerreiras Mino, do reino de Daomé, iniciadas espiritualmente pelas sacerdotisas voduns, dinastia de mulheres escolhidas por Dangbé. assim

A energia do culto se estabelece no Brasil com a instalação de terreiros na Bahia por Ludovina Pessoa, sacerdotisa daomeana que veio com a missão de perpetuar a crença nos voduns. Ludovina também se torna liderança nas irmandades católicas e na formação do que hoje é o candomblé Jeje. Essa linhagem tem como referência o Terreiro do Bogum, centenário templo religioso em Salvador, dedicado à Serpente. assim

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente