Machine Gun Kelly causa tumulto na Galeria do Rock em SP

Machine Gun Kelly causa tumulto na Galeria do Rock em SP
Machine Gun Kelly causa tumulto na Galeria do Rock em SP. Foto Webert Belicio/ Agnews

Machine Gun Kelly, noivo de Megan Fox, causou tumulto na tarde desta sexta-feira (25) ao chegar na Galeria do Rock, no centro de São Paulo. O músico atendeu fãs e recebeu o brasileiro Supla. A ação faz parte do lançamento do novo álbum de Machine, Mainstream Sellout, o segundo disco da carreira do rapper, que tem 16 faixas e com com participações de Lil Wayne WILLOW, entre outros.

Machine se apresenta na noite desta sexta-feira (25) no palco do Lollapalooza. Ele e a noiva, Megan, estão no Brasil desde quarta-feira (23) quando foram flagrados jantando juntos em um restaurante da capital paulista. Depois, o cantor ainda atendeu fãs que lhe aguardavam na porta do hotel.

Quem é Machine

Colson Baker (seu nome de batismo) nasceu em 22 de abril de 1990, em Houston, nos Estados Unidos. Começou a escutar rap durante a sexta série e era fã principalmente de Ludacris, DMX e Eminem. Mas, anos depois, quando Machine Gun Kelly já estava conhecido no mundo da música, seguiu o caminho contrário e, em vez de se aproximar do ídolo, criou um atrito com ele.

Em setembro de 2018, o cantor lançou a música “Rap Devil”, na qual se dirige a Hallie, filha de Eminem. Em dado momento da letra, o rapper diz: “Acho que seu pai enlouqueceu”. A canção ficou em primeiro lugar nas paradas de mais ouvidas da época. No entanto, a afronta gerou uma resposta de Eminem, que lançou a faixa “Killshot” e provocou: “Tenho mais fãs na sua cidade do que você, criança, vai brincar.”

As desavenças no cenário musical não pararam por aí e, em 2021, ele se desentendeu com Corey Taylor, do Slipknot. Em um show nos Estados Unidos, Machine Gun Kelly disse: “Vocês querem saber o que realmente eu não farei? Ter 50 anos e usar uma máscara esquisita num palco”. A fala foi considerada uma provocação à banda de metal, que também se apresentava no festival.

Para não restar dúvidas do que se tratava, o rapper foi ao Twitter esclarecer: “Corey fez um verso em uma das músicas para o meu álbum ‘Tickets to my Downfall’ e ficou muito ruim, então eu não usei. Ele ficou puto e falou merda para uma revista sobre o álbum que ele quase estaria. Todas as suas histórias não condizem [com a verdade], vamos admitir apenas que ele é amargo”.

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente