Madonna vai à festa durante quarentena e é comparada a Gabriela Pugliesi

A cantora foi comemorar o aniversário de Steven Klein
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Steve e Madonna na festa
Steve e Madonna na festa

Neste fim de semana, a cantora Madonna quebrou a quarentena para participar de uma festa em em Hamptons, nos Estados Unidos. O evento em questão foi a festa de aniversário do amigo e fotógrafo Steven Klein. E não foi somente Madonna que compareceu ao evento. A comemoração contou com diversos outros convidados e até dançarinas burlescas. Com isso ela descumpriu as medidas de isolamento social recomendadas por autoridades médicas e pela Organização Mundial de Saúde, assim como a blogueira Gabriela Pugliesi.

A blogueira brasileira foi ‘cancelada’ após organizar uma festinha para amigos em sua casa no fim de março. Gabriela chegou a perder vários contratos publicitários e desativou sua conta no Instagram. Após o caso de Madonna, muitos internautas compararam às situações.

Veja Também: Gabriela Pugliesi é diagnosticada com coronavírus

Madonna revelou recentemente que já fez um teste de anticorpos para o novo coronavírus e o resultado foi positivo. Isso indica que a cantora pode ter contraído o vírus, mas de forma assintomática ou mesmo sem ter sentido grandes sintomas.

De acordo com especialistas, isso não significa que Madonna esteja imune à Covid-19, pois um grupo de pacientes, ainda que limitado, pode ser capaz de ter reinfecção. “Fiz um teste outro dia e descobri que tenho anticorpos”, comentou a rainha enquanto digitava uma mensagem em sua máquina de escrever. Na expectativa de que agora esteja imune ao vírus, ela prossegue: “Amanhã, vou dar uma volta longa em um carro, vou abrir a janela e respirar o mesmo ar que a Covid-19. Espero que o sol esteja brilhando”.

Pandemia

Vale ressaltar que os Estados Unidos segue como o maior epicentro mundial da contaminação por Covid-19, tendo até agora mais de um milhão de casos confirmados e mais de 245 mil mortes. Como o vírus é uma novidade no cenário mundial, autoridades médicas ainda não sabem apontar com segurança se uma vez infectada e curada pela doença, uma pessoa pode voltar a ser contaminada pelo novo coronavírus.

Na China, onde a pandemia iniciou, os relatos são mais fortes: pelo menos 100 indivíduos que se curaram da doença voltaram a apresentar resultados positivos para a presença da Covid-19.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente