Marco Ricca caminha no Rio de Janeiro após se recuperar da Covid-19

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Marco Ricca caminha no Rio de Janeiro após recuperação da Covid-19
Foto Dilson Silva/ Agnews

Um paparazzo flagrou Marco Ricca caminhando nesta terça-feira (23) na Barra da Tijuca no Rio de Janeiro. O ator, de 58 anos, esteve internado em um hospital da Zona Sul do Rio de Janeiro em dezembro de 2020 para tratar a Covid-19. Ele chegou a dar entrada na UTI e ficou intubado. Recuperado da doença, o ator foi liberado e passou o Natal em casa após quase um mês de internação.

Na ocasião da alta, Felipe Ricca, filho de Marco Ricca e Adriana Esteves, celebrou aliviado: “Obrigado por todas as mensagens. Hoje minha família está em casa, com saúde e comemorando a vida! Sou eternamente grato a tudo e todos que fizeram parte disso”. Por já ter tido Covid-19, Felipe foi o único que conseguiu ver o pai no hospital quando ele ainda estava na Unidade de Terapia Semi-Intensiva.

Marco está escalado para a nova novela das nove da Globo, Um Lugar ao Sol. Portanto, as gravações da trama foram suspensas essa semana por causa do agravamento da pandemia.

Veja Também: Após ser intubado com Covid-19, Marco Ricca recebe alta do hospital

Globo sem gravações

Por causa do agravamento da pandemia do coronavírus no Brasil, a Globo interrompe gravações de novelas e séries mais uma vez em seus estúdios. Dessa forma, Um Lugar ao Sol e Quanto mais vida melhor interrompem seus trabalhos, que estavam adiantados. Isso, porque as prefeituras de São Paulo e do Rio de Janeiro (onde estão os estúdios da emissora) intensificaram as medidas restritivas. Além disso, o número de casos da Covid-19 em todo o país não para de subir. Nos últimos trinta dias a média móvel de mortes por causa da doença disparou e o Brasil se tornou o epicentro da doença no mundo.

Um Lugar ao Sol ocupará a faixa das nove e tem Cauã Reymond como protagonista. Aliás, ele interpreta dois personagens na novela: irmãos gêmeos. Aliás, ele fará par romântico com Andreia Horta. Além disso, um tema que aparece pouco voltará à tona na trama de Licia Manzo: o romance entre pessoas de diferentes idades. Sendo assim, Andrea Beltrão vai viver uma mulher que se envolve com o personagem de Gabriel Leone. Além disso, os papeis de Reginaldo Faria e Fernanda de Freitas também se cruzam.

Enquanto isso, Quanto Mais Vida Melhor tem assinatura de Mauro Wilson. Uma das curiosidades da trama é a estreia de Agner, filha de Vladimir Brichta, nas novelas. Ela e o pai vão trabalhar juntos na novela. Aliás, os dois vivem pai e filha também na história. Neném, personagem do ator, vai dar vida a um ex-jogador de futebol, que tenta retomar a carreira. Para isso, ele fez diversos treinamentos com outros ex-atletas.

Covid-19

Ao propósito, em casos confirmados, desde o começo da pandemia 12.051.619 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 75.163 novos diagnósticos por dia. É a primeira vez na pandemia em que essa média fica acima da marca de 75 mil. Isso representa uma variação de +10% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

O país também registrou 1.570 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas e totalizou 295.685 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias chegou a 2.298, mais um recorde no índice.Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +46%, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença.

Já são 61 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de 1 mil, e pelo décimo quinto dia a marca aparece acima de 1,5 mil. Foram 24 recordes seguidos nesse índice, registrados de 27 de fevereiro até aqui.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente