Monalisa Perrone ironiza Caio Copolla no Grande Debate

Comentarista questionou o trabalho da produção do programa ao vivo
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Monalisa Perrone ironiza Caio Copolla no Grande Debate
Monalisa Perrone ironiza Caio Copolla no Grande Debate. Foto: Reprodução/CNN

Quando você pensa que não pode piorar, a coisa vai lá e piora. Dessa vez, Monalisa Perrone ironiza Caio Copolla durante o Grande Debate desta segunda-feira (31). Coube à jornalista dar um basta na fala absurda do bacharel em direito, quem não disse nada com nada durante seu discurso na CNN Brasil

O tema do programa era o Programa de Vacinação para COVID-19 no Brasil. O Ministro interino da Saúde indicou um veterinário para dirigir a área, quem, obviamente não tem experiência com vacinas humanas. No entanto, coube a Copolla defender a escolha esdruxula do governo. Ao fazer suas considerações iniciais, o comentarista falou, falou, mas não disse nada.

“Que tal começarmos examinando aí mais detidamente a pergunta que enseja esse primeiro debate da semana? ‘A falta de experiência do novo diretor pode atrapalhar o programa de vacinação?’ Essa pergunta é curiosa, porque ela dá por certo que o indicado ao cargo é inexperiente. E basta uma pesquisa superficial pra apurar que esse não é um fato incontroverso”, começa o comentarista.

Apesar de prolixo, até agora, Copolla não disse nada de consistente, além de afirmar que o currículo do diretor é realmente falho. Aliás, fez questão de colocar em xeque a qualidade da equipe de produção do programa. Afinal, já começa criticando quem criou a pergunta que norteia o debate. Mas, se o currículo é questionável, faz todo sentido usar a pergunta para motivar o debate.

“Então, corrigida essa premissa equivocada, a resposta é muito óbvia e muito ambígua. A suposta falta de experiência do nomeado poderia sim atrapalhar; como também poderia não atrapalhar”, finalizou.

Repercussão

Como quem perdoa é Deus, a Intenet não deixou barato a falta de talento para se expressar do comentarista. Aliás, Monalisa Perrone também não. Ela tentou explicar o discurso do colega em menos de dois segundos.

“Só reiterando, foi feita uma pergunta. E a mesma comparação poderia ser: ‘A CNN contrata um jornalista analfabeto para escrever tarjas’. Mas, vamos lá, suas primeiras considerações, por favor”, disse, passando a palavra ao outro integrante.

A fala de Copolla, por mais pomposa, foi vazia em vários aspectos. Como algum fato pode ser óbvio, mas ambíguo? O óbvio é certo, não existem dúvidas sobre ele, enquanto o ambíguo tem duplo sentido. Anteriormente, contudo, ele já comete essa falta de concisão textual.

Ao falar que a polêmica em torno do currículo do novo diretor ‘não é um fato incontroverso’. O que Copolla quis dizer? No final das contas, que realmente existe uma polêmica a ser discutida a cerca do currículo do diretor.

Gera mídia

Monalisa Perrone ironiza a fala de Caio Copolla no Grande Debate, mas não foi a primeira e nem deve ser a última. A presença do bacharel entre os comentaristas de política da CNN fica cada vez mais indigesta para os colegas. No entanto, ele não deve ser realocado ou pelo menos passar por um programa de formação.

Afinal, o motivo é simples: Copolla gera mídia. Não o tipo de audiência que se espera num canal de TV; no entanto, para quem chegou a zerar a audiência, qualquer tipo de repercussão basta. Copolla causa tanto nos bastidores do Grande Debate que já tirou vários colegas da bancada.

Então, a pergunta que fica é: será que todos os comentaristas estavam errados ou existe um problema dentro do programa? Desde que a atração estreou, todos os participantes já mudaram de posto, menos o dito. Algo de errado não está certo. Ou melhor dizendo: a resposta é muito óbvia e muito ambígua.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente