Morre a jornalista Leila Richers, vítima do câncer

Morre Leila Richers, vítima de câncer, aos 65 anos
Morre Leila Richers, vítima de câncer, aos 65 anos. Foto: Reprodução/Facebook

Ainda atuante como entrevistadora, morre a jornalista Leila Richers, aos 65 anos; ela foi mais uma vítima de um câncer. A notícia chegou através da página da apresentadora no Facebook, inesperadamente. Aliás, em texto simples, ela se despede e anuncia que não haverá velório.

“Queridos amigos! Depois de uma longa batalha contra um câncer enfim descansei. Não haverá velório e serei cremada. Obrigada pelo carinho e pelas orações. Um beijo. Amém!”, informa.

Doente, Leila ainda assim, trabalhava e foi uma das vozes mais famosas do jornalismo da década de 1990. Afinal, ela lançou um canal de entrevistas no Youtube em 2017. Aliás, por lá, recebeu convidados e trabalhou de modo independente.

Leia mais

Jornalista perde a vida após procedimento estético
Antes de morrer, Eduardo Galvão falouc com Stepan Nercessian
Humorista do Programa do Ratinho morre após internação

Reprodução/Facebook

Carreira

Leila se formou jornalista na Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 1986. Dessa forma, trabalhou em diversos veículos. Atuou como repórter e editora de moda de duas revistas, a Desfile e a Manchete. Em seguida, foi editora de cultura e apresentadora do Jornal Panorama.

Além disso, trabalhou como editora de política e apresentadora do Jornal da Manchete. Ela ficou no programa entre 1987 e 1993. Além disso, também fez reportagens especiais para outras atrações, como o Programa Ela e Ele e o dominical Programa de Domingo.

Em seguida, entre 1993 e 1998, trabalhou no CNT jornal. Depois, foi produtora de multimeios no Rio de Janeiro e apresentou o Cidade e Educação e o Encontros Culturais.

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente