Polícia diz ter encontrado corpo de ator desaparecido

Polícia diz ter encontrado corpo de ator desaparecido
Polícia diz ter encontrado corpo de ator desaparecido

Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense prenderam, nesta quinta-feira (29), dois homens pelo latrocínio, roubo seguido de morte, do ator Edson Caldas Barboza, que estava desaparecido desde o início do mês. Segundo a polícia, um dos suspeitos confessou o crime. Os criminosos utilizavam um site de troca de casais para atrair as vítimas.

De acordo com as investigações, Jairo Inácio Correia e Renan Calixto de Lima atraíram Edson para um encontro sexual em Engenheiro Pedreira, também na Baixada. Ao chegar no local, Edson foi roubado e obrigado a realizar transferências bancárias para a conta de um dos criminosos. assim

Polícia diz ter encontrado corpo de ator desaparecido

Depois disso, foi amarrado e colocado na mala de seu próprio carro e levado para um matagal próximo ao Rio Guandu, em Seropédica, onde, segundo a polícia, foi executado. assim

Os autores do crime fugiram, levando seu veículo, que posteriormente foi encontrado com marcas de tiro e sangue em Queimados, município vizinho. assim

A polícia encontrou um corpo em Seropédica, na Baixada Fluminense, com características semelhantes às do ator. A família foi chamada para fazer um exame de DNA. assim

A arma utilizada no homicídio foi apreendida. A Polícia Civil busca agora um terceiro suspeito já identificado. Os agentes também buscam informações sobre a identidade de mulheres envolvidas no esquema. assim

Esposa

De acordo com a esposa, Edson Caldas Barboza, de 29 anos, estava trabalhando como entregador de aplicativo quando desapareceu no dia 2 de fevereiro.

Em mensagens trocadas com Jenniffer Vieira, o jovem disse que estava na última corrida na noite de sexta, que seria no Engenho Novo, e iria para a casa onde os dois moram com os filhos, no bairro Coelho Neto, na Zona Norte do Rio.

A entrega, no caso, seria de um ponto da Rua Araújo Leitão a outro. O trajeto seria de apenas 400 metros.

Testemunhas contaram que ele entrou no carro com um homem na Praça de Coelho Neto. Com a demora no retorno, os parentes começaram a buscar por Edson. O celular dele foi rastreado, e a última localização encontrada foi em Japeri, na Baixada Fluminense, a mais de 50 quilômetros de onde ele teria que realizar a entrega.

Desde então, amigos e familiares procuravam por ele em hospitais e delegacias. Edson teve como trabalho mais conhecido a novela Gênesis, da TV Record.

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente