Presidente critica William Bonner após reportagem

Âncora imitou Bolsonaro durante matéria nesta quarta-feira (6)
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Presidente critica William Bonner após reportagem
Presidente critica William Bonner após reportagem. Foto: Reprodução/Globo

Foco de atenção da imprensa profissional, também pela ineficiência no combate à Covid-19, o Presidente critica William Bonner, após o âncora imitá-lo em reportagem. Bolsonaro cancelou a compra de seringas por parte do governo, porque achou o preço do item caro no mercado.

Dessa forma, reportagem do Jornal Nacional contou ao público o que o presidente fez. No entanto, ele não gostou do que ouviu e resolveu retrucar. Na tarde desta quinta-feira (7), enquanto conversava com apoiadores, Bolsonaro chamou Bonner de ‘sem-vergonha’, por causa da postura do jornalista.

“William Bonner, sem-vergonha, vai ter seringa pra todo mundo. William Bonner, por que teu salário foi reduzido? Porque acabou a teta do governo. Vocês têm que criticar mesmo”, provocou.

Em seguida, Bolsonaro acusou os governos anteriores de enviarem 3 bilhões de reais para a imprensa, o que acabou em seu governo. “Quase R$ 3 bilhões por ano para a imprensa e, em grande parte, pra vocês. Acabou a grana, William Bonner”, diz o chefe do executivo.

Contudo, Bolsonaro dá uma desinformação ao público. Afinal, levantamento feito pelo UOL destaca que o investimento em publicidade (a renda da Globo com o Governo) cresceu 63% no primeiro ano do governo. Além disso, a previsão para este ano é de que o gasto seja quatro vezes maior que o de 2020.

A fatia deste recuso para a Globo é menor do que para a Record TV, de fato. Afinal, é óbvio o alinhamento político da emissora de Edir Macedo com o governo. Ainda assim, é uma falsa verdade dizer que o governo gasta menos com publicidade.

Leia mais

Bonner viraliza na web após prisão de Fabrício Queiróz
Bolsonaro leva puxão de orelha de Bonner no JN
Pane no Jornal Nacional vira meme na web

Tem mais…

A braveza de Bolsonaro contra o Editor-chefe do Jornal Nacional foi além. Mais uma vez, o presidente quis provocar Bonner, mas caiu em um discurso baixo e mentiroso. Como se fosse um dos grandes militantes pelo direito das mulheres, ele questionou a diferença salarial entre o editor-chefe e a âncora.

“E outra coisa: que vergonha, você defende tanto o salário igual de homem e mulher, né? Por que a Renata ganha a metade do que você ganha?”, protesta. Qualquer um que já leu os créditos do Jornal Nacional sabe que, além de âncora, Bonner é editor-chefe do JN. Então, como acumula duas funções, é óbvio que o salário dele é maior.

Por fim, ele volta a falar a respeito da delação de Dario Messer, que falou em R$1,7 bi de propina entregue a membros da família Marinho. O assunto segue em investigação e a Globo já se manifestou, mais de uma vez a respeito do assunto.

“Por que você não fala do 1 bilhão e 700 milhões de reais rou… desvi… roubados pelo seu patrão Marinho, de acordo com o doleiro Dario Messer?”, finaliza.

A única conclusão possível para todo esse latim do presidente contra o jornalista é que ele ficou magoado pela imitação na edição desta quarta-feira (6). #Chateado.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente