Rodolffo critica o jeito de Gilberto: ‘Tenho nojo’

Rodolffo critica o jeito de Gilberto
Rodolffo critica o jeito de Gilberto. Foto: Reprodução/Globoplay

Em conversa na tarde deste sábado (27) com Viih Tube, Rodolffo critica o jeito de Gilberto no BBB21. Depois que o economista o indicou ao paredão, ele afirmou que se sentiu traído e apunhalado. Isso, porque os dois começaram a se aproximar nas últimas semanas do jogo.

Apesar disso, a relação deles não teve nada a ver com a indicação do pernambucano. Gilberto se sentiu ofendido com um comentário do cantor sertanejo sobre Fiuk, o qual teve repercussão aqui fora também, porque ganhou conotação homofóbica. Depois de voltar do paredão contra Carla Diaz, o ex de Rafa Kalimann conversou com o filho de Fábio Jr, se desculpou e afirmou estar ‘aprendendo’, porque cresceu no interior. Aliás, ele até afirmou que o casamento com a influenciadora o ensinou muito a respeito de diversidade e tolerância.

No entanto, dessa vez, parece que ele não entendeu como sua fala continuou soando homofóbica – com ainda mais intensidade, por criticar diretamente a forma de agir de Gilberto dentro do programa. “Ele acha bonito esse negócio de cachorrada. Eu detesto confusão e gritaria, não gosto desse negócio de cachorrada, de gritaria. Tenho nojo disso. É horroroso o que ele faz, tenho pavor”, criticou durante a conversa com Viih.

A princípio, a Youtuber falou a respeito de Sarah. De acordo com ela, a sister mentiu sobre o voto nas últimas duas semanas do paredão. Então, isso quebrou a confiança da paulista na brasiliense. Só depois que Viih desabafou sobre sua opinião com relação à consultora de marketing que Rodolffo começou a falar.

Leia mais

Thaís escolhe os castigados do monstro
Gilberto se preocupa com ataques a Juliette: ‘Pesado’
Juliette quer enfrentar Sarah no paredão

Até opinião é homofobia?

Pois bem, a depender da opinião, sim. Por exemplo, esse caso de Rodolffo falando da ‘cachorrada’ de Gilberto, que é a forma como ele age dentro da casa, é. Escandaloso, fala alto, é afeminado, enfim, o pernambucano é o exemplo do gay ‘afeminado’, o tipo de pessoa que sofria bullying na escola por ser ‘mariquinha’.

Imagine dizer que tem ‘nojo’ da forma como a pessoa é. Sem nem dar o direito dela se defender – o que parece piorar a situação. Aliás, se pensarmos em alguém declarando ter ‘nojo’ de nós ou da forma que somos, seria no mínimo agressivo.

Recentemente, Pocah tentou falar a respeito da intensidade da forma como o sertanejo havia falado sobre Fiuk. “Algumas pessoas morrem por causa dessas coisas”, aconselhou a funkeira.

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente