Sertanejo Edson faz teste para COVID-19

Sertanejo Edson fez teste para COVID-19
Sertanejo Edson fez teste para COVID-19. Foto: Thiago Duran/AgNews

Nesta Segunda-feira (20), o sertanejo Edson fez teste para COVID-19. Ele foi com a esposa, Deia Cypri e a filha, Bela de 1 ano e 3 meses numa consulta de rotina e aproveitaram a visita para verificar a sorologia da doença.

Além do próprio cantor, a esposa e a filha também fizeram o exame. Todos deram negativo para a doença causada pelo novo coronavírus. Enquanto isso, um paparazzo acompanhava os três durante a consulta na clínica em São Paulo. Um exame particular para conferir se você já teve ou tem a doença pode custar entre R$300 e R$500. Obviamente, esse valor pode aumentar a depender do laboratório.

A preocupação do parceiro de Hudson nos palcos não é exagerada. Afinal, vários famosos já se contaminaram com a doença, que parou o país desde o final de março. Dessa forma, vale lembrar que Maria Melilo, Dinho Ouro Preto, Di Ferrero, Gabriela Pugliesi, Claudia Raia, Felipe Simas, entre outros famosos já foram infectados.

O mundo parou

O Sertanejo Edson fez teste para COVID-19 com a preocupação que a doença demanda. O novo coronavírus fez todo o mundo parar e só agora as engrenagens de alguns países estão voltando aos eixos. Ainda assim, o mundo artístico continua estagnado, sem dia para retornar na maioria dos países. Não é diferente no Brasil.

Shows, eventos, estreias e peças de teatro foram todas canceladas desde março. Inclusive, os Backstreet Boys, que já estavam por aqui, precisaram cancelar o show que fariam em São Paulo, por causa da doença. No fim das contas, apenas os fãs cariocas viram a boyband. Grandes eventos nacionais como as Festas de São João do Nordeste e o Rodeio de Barretos também foram adiadas.

Enquanto isso, um novo formato de show aparece no mercado. As lives viraram a sensação do momento. Uma vez que os fãs não podem ir até os artistas, os artistas vão até os fãs. Por meio de shows virtuais, a indústria do entretenimento tem se mantido em pé. Além disso, algumas empresas de entretenimento estão investindo no formato Drive-In, no qual shows são apresentados, mas com a plateia no carro.

No entanto, cinemas e teatros ainda não encontraram soluções suficientes para dar conta de se reestruturar. Artistas, figurinistas e outros profissionais que viviam desses formatos foram direto para o desemprego.

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente