Simony vai à delegacia prestar queixa contra Dudu Camargo “Eu nunca disse que ia deixar pra lá”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

A apresentadora teve seu peito apalpado durante a transmissão dos Bastidores do Carnaval na Rede TV

Simony e Dudu Camargo

Era para ser uma transmissão do carnaval bem tranquila e sem polêmicas. Com Leo Dias, à frente do Carnaval na Rede TV!, Simony foi contratada como Ombusdman e disse que não permitiria baixaria de ordem nenhuma durante a cobertura. Ele queria mudar a imagem e não deixar repetir nenhum dos casos desagradáveis do passado. Apesar dos esforços, Dudu Camargo protagonizou uma cena de assédio ao vivo em rede nacional.

Tudo aconteceu no primeiro dia de transmissão, 21 de fevereiro. Ao lado de Nelson Rubens, Simony entrevistava Dudu Camargo quando o jovem tocou seu seio, a segurou para dar um ‘selinho’ e passou a mão inúmeras vezes em seu vestido. “Calma, não aperta muito porque eu não estou acostumada com esse negócio”, disse a cantora quando o apresentador abraçou. “Que isso! Tira daqui, saia daqui!”, afirmou Simony empurrando a mão de Dudu Camargo que tocava o seio dela. “Mas, gente, esse Dudu é abusado”, continua ela.

A apresentadora Flávia Noronha, que do estúdio participava do quadro, chega a dizer “Isso é assédio” quando o artista do SBT segura a cantora.
Na última sexta-feira, 28, ela registrou uma representação contra o apresentador por importunação sexual na 4ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo. A Polícia Civil já instaurou um inquérito para investigar o caso e vai ouvir as partes envolvidas. A atitude, segundo ela, surpreendeu muita gente.

Nesta segunda-feira, 2, a apresentadora emitiu uma nota oficial. De acordo com a nota de Simony, ela e seu advogado vão entrar com uma ação de reparação de danos morais contra Dudu Camargo. “Ofensa à minha integridade moral, minha honra, minha liberdade sexual. […] Eventual indenização, além do cunho de reparação dos danos morais sofridos, terá um caráter predominantemente pedagógico, com intuito de punir, educar e conscientizar, não só o apresentador, mas também de demonstrar que determinados atos não são mais aceitos e que o corpo de qualquer pessoa deve ser respeitado, quanto mais o corpo da mulher e sua liberdade, diante de posturas masculinas que a sociedade não mais tolera.”

Em entrevista á Marie Claire, Simony desabafou “Recebi bastante apoio, mensagens de mulheres que passaram pelo mesmo problema, várias histórias absurdas. Muitas mulheres achando que eu ia deixar isso pra lá. Eu nunca disse que ia deixar pra lá. As pessoas fazem a vítima se sentir culpada de qualquer situação. Acho importante a gente não se calar mesmo. Tem que denunciar, sim. Ir atrás dos direitos, tem que fazer boletim, sim, se você se sentiu invadida. Se vai ser na hora ou depois não importa, não quer dizer que você é conivente com o que aconteceu ali”, defende.

Quando a investigação for concluída, o Ministério Público decidirá se denuncia ou não Dudu Camargo. Caso Simony vença, ela pretende destinar a indenização a instituições que trabalham em defesa das mulheres. Mãe de quatro filhos, Ryan, de 18 anos, Aysha, de 16, Pyetra, de 13, e Anthony, de seis, ela conta que eles foram o principal motivador para que levasse a denúncia adiante. “Em casa não tem diferenciação (na criação de meninos e meninas). Aqui é tudo criado igual, respeitando o próximo, sempre. Ainda mais por isso que eu resolvi ir em frente, pra eles saberem que o que aconteceu comigo ali não é uma coisa normal. Para elas (as meninas) verem que não podem aceitar e nem eles (os meninos) podem fazer isso”, diz.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente