Xuxa sobre críticas na web: 'Gente chata tem em todo lugar!'

13 Aug 2019

Em entrevista, apresentadora fala de haters e o preço da fama

 

Foto: Famosando

 

Xuxa apresentou mais uma unidade da Espaço Laser, franquia de depilação da qual integra a equipe gestora, em São Paulo, nesta quinta-feira (1). Ela recebeu a imprensa para um bate papo e falou sobre fama, haters, internet e redes sociais. 

 

Há 36 anos na televisão, a apresentadora do Dancing Brasil declara ter ciência de que trabalhar com a imagem exposta tem um preço, mas declara que tem limite para tudo, apesar de já ter aprendido a lidar com os haters de plantão.

 

"Eu acho que me redescobriram para colocar o dedo na minha cara. Não sei por quê. Não sei se o fato de eu estar há tanto tempo na TV, faz com que as pessoas se sintam tão íntimas, a vontade para me criticar. Como se eu desse passe livre para me desrespeitarem. Se eu não falo assim com as pessoas, elas não deveriam falar assim comigo. Foi isso que minha mãe me ensinou!", analisa a artista. 

 

Ela ainda estuda outra possibilidade para os haters: o fato de ter mais espaço para falar o que quiser atualmente, com um programa ao vivo. Ela revela que antes, com os programas gravados previamente, havia muitos cortes de frases mais 'polêmicas', o que é impossível evitar atualmente. 

 

"Pessoa chata existe em qualquer lugar. Agora a gente dá mais espaço para elas aparecerem. E eu também sempre fui polêmica. É que antes as pessoas cortavam do programa. Agora não tem mais edição, é ao vivo, e as pessoas falam 'Nossa, eu não sabia que ela era assim!'. Mas eu sempre fui assim!", afirma. 

 

Xuxa ainda declara que passa por um processo de aprendizado com as redes sociais. E, por isso, ainda não 'monetizou' suas publicações, como fazem muitos artistas. Segundo ela, usa as plataformas como uma pessoa comum, para espalhar opiniões e levantar bandeiras que acha importante. Ganhar dinheiro com publipost já é outra história, sobre a qual ela ainda pode  estudar no futuro:

 

"Eu não sei muito como lidar com mídias sociais ainda. Tanto que antes as pessoas achavam que não era eu que postava, mas agora sabem, por causa exatamente da forma que eu uso. Então, eu ainda não uso minhas plataformas para vender coisas, quem sabe um dia eu aprenda e começa a fazer isso, mas realmente ainda preciso aprender!".

 

 

 

Com essa relação mais naturalista com a Internet, a loira declara que alguns comentários de seguidores acabam a atingindo de algumas formas, principalmente por causa da falta de respeito. Ela entende que não foi criada para espalhar mensagens ruins e as pessoas não deveriam ser rudes com tanta naturalidade. 

 

"Certas coisas me deixam muita chateada, porque tem uma falta de respeito muito grande. Minha mãe sempre levantava muito essa bandeira: ‘não seja ruim com ninguém, não seja rude com ninguém’. Se alguém o for, não traga isso para casa. Devolva, responda! Minha mãe sempre me ensinou a responder no mesmo nível. Imagina se eu respondesse no mesmo nível? Gente que me enche o saco, eu nunca vi tanto. Se eu faço algo legal, conseguem ver um lado ruim do que eu fiz de legal", lamenta a artista. 

 

A companheira de Junno Andrade ainda destaca algumas das críticas que mais recebe: "Eu sou criticada demais pelas minhas rugas, pelo meu cabelo, pelo meu corpo, pela minha voz, se eu falo ou deixo de falar...".

 

O custo disso tudo é o tempo em que está na televisão. Para ela, a profissão que escolheu traz o ônus dessa exposição demasiada: "Desde os 16 anos eu uso a minha imagem, desde os 20 na televisão. São 36 anos de televisão. Eu escolhi isso tudo. Tem um preço para isso, mas eu acho que é bem caro!". 

Foto: Famosando

 

Xuxa ainda defende que, com a Internet, existem pessoas que não escolheram e não se prepararam para toda essa exposição, ou ainda, se prepararam, mas tem dificuldade em lidar com esse fato. Ela usa a superexposição de Sasha, sua filha com Luciano Szafir, como exemplo para essa 'fama involuntária'. 

 

"O que eu não acho legal, é quando as pessoas não estão nessa praia de exposição, como no caso da minha filha. Ela já é criticada só por ser minha filha. Ela existir já gera uma critica. Se ela sai com um acompanhante, ela é criticada, sem o acompanhante, ela é criticada. Então, não existe uma maneira mais suave de ver isso e lidar com isso. Ela vai ter que aprender a viver e conviver com isso!", analisa. 

 

Contudo, a Rainha dos Baixinhos defende que, diferente de Sasha, tem gente com grandes obstáculos para ignorar haters na Internet e isso acaba afetando a saúde de muita gente.

 

"Algumas pessoas estão tirando a vida por não aprender a lidar com isso. Se matam, se deprimem, passam a tomar remédio. Isso passa a ser um mal muito grande para nós todos. Tem gente que não escolheu ser exposta. E não tem como aprender a lidar com isso do dia para a noite. Isso é perigoso. Da mesma maneira que parece ser muito legal, é muito perigoso tudo isso que a gente está vivendo agora", afirma a apresentadora, que demorou anos para aprender a lidar com os haters, numa época em que a Internet ainda não tinha ganhado proporções como as de hoje. 

 

"Antigamente, eu recebia as críticas e chorava. Hoje eu recebo, demora 10 segundos e passa. Mas, estou calejada. Recebi muita coisa na cara já, porque a minha vida sempre foi muito exposta. É quase impossível falar para uma pessoa jovem ‘não liga’.", finaliza.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Please reload

  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social
  • Facebook Basic Black
Siga "famosando"
Please reload

O site Famosando é um parceiro do IG Gente 
contato@famosando.com.br