Diego Hypólito reflete sobre foto com Bolsonaro "Já estou ficando velho, sem paciência...pouco preocupado"

5 Dec 2019

O atleta que é homossexual posou com o Presidente da República

 

No final de novembro, Diego Hypólito foi alvo de muitos haters na internet após posar para uma foto ao lado de Jair Bolsonaro, presidente do Brasil. Nesta quarta-feira, 4, o atleta esteve no Premio Cool Awards da Cool Magazine em São Paulo e falou sobre o assunto com o Famosando.

 

"O que me preocupa muito relacionado a isso é o seguinte. Se o presidente da República te pede, chama pra conversar é óbvio que eu vou fazer isso. Independente dos ataques e do que for. Eu estou preocupado com o esporte e as pessoas tão preocupadas na questão da minha sexualidade porque o Bolsonaro declarou isso e aquilo. Eu tô pouco preocupado com situações relacionadas à sexualidade, eu me preocupo com os outros gays. Estou pouco preocupado com meus julgamentos, eu tenho que pensar nas pessoas, a sensação que eu tive foi de que eu só recebi ódio" declarou Diego. 

 

O atleta continuou "Eu recebi uma coisa muito feia, triste, fiquei deprimido mas eu vim do nada. Eu sou uma pessoa que foi muito pobre e humilhado e venci na vida. As pessoas só estão esperando você fazer o errado. Eu não acho que tirar uma foto com o presidente foi errado, qualquer um que me pedir uma foto eu vou tirar. Eu estava lá preocupado com o esporte, com pessoas, o ministério do esporte acabou e eu não vi ninguém preocupado com isso" 

 

Apesar de todo o xingamento, Diego continua sendo uma pessoa extremamente educada com todos "Eu vim muito de baixo, pra ligar pro fulano me xingando, de inicio eu fiquei muito ofendido. Porque eu falei caramba, eu fui tão fiel a sociedade, fui tão cúmplice de todo mundo e porque alguns acharam que eu fiz errado, alguns acharam que eu fiz certo, então eu fiquei no meio de uma briga. Eu sou humano, com erros e acertos, para alguns eu acertei e pra outros eu errei. Unica coisa que eu vejo é que eu continuei firme, seguindo pelos meus ideais de caráter e educação. Porque eu desafio alguém, algum dia, algum repórter, alguma pessoa falar o Diego Hypolito foi mal educado com essa pessoa. São muitos anos, e eu desafio uma pessoa, eu sempre fui muito educado e muito generoso com quem me ajudou e eu acho que é isso que a gente tem que plantar"

 Para o ginasta, cada um deve lutar por seus ideais "Caráter é uma coisa incontestável, ou a pessoa tem, ou ela não tem. Eu acredito no humano, eu acredito numa sociedade que pode ter mudanças, os gays tem que brigar pelos direitos deles, os heteros pelos deles, os obesos pelos deles, os negros pelos deles, as mulheres pelos delas, as pessoas de mais idade pelos delas, só que não deveria brigar por isso. Esse é o ponto, se a gente tivesse mais humanidade eu não estaria sendo tão xingado como eu estou sendo em minhas redes sociais"

 

Diego se assumiu gay no meio deste ano. O ginasta demorou 13 anos para conseguir falar publicamente sobre o assunto "As pessoas estão muito presas a rótulos, a sexualidade e ao preconceito. Se a gente fosse mais humanidade ao invés de ser humanos a gente não estaria tão preocupado com isso. Foi uma pergunta que me fizeram e eu simplesmente respondi"

 

Hypolito acredita que a opção sexual lhe prejudicaria no esporte "Na época que eu era atleta acredito que me prejudicaria porque o mundo ainda é muito preconceituoso. Agora não, atualmente acho que as pessoas tão muito mais preocupadas na realidade com a sociedade e tal, mas mesmo assim ainda existe muito ódio porque as pessoas estão preocupadas em só odiar. O objetivo da vida tem que ser 'ser bom', simplesmente por ser. Está difícil, porque as pessoas são muito da boca pra fora" 

 

O ginasta criticou a vida perfeita de Instagram "Na realidade a vida é muito mais que isso. A vida é educação, simplicidade é o que que a gente é não é simplesmente posar numa foto. Então é isso que me preocupa demais com a geração próxima, porque é uma geração que tá vivendo muito tipo. Tem muita gente que é muito bonita, muito perfeita, é tudo muito muito né. Então isso é preocupante"

 

Diego se sentiu desmotivado para continuar lutando pelo esporte "Se você for fazer um release do que aconteceu comigo, no início do ano eu pedi ajuda ao Bolsonaro publicamente  falando que meu patrocínio acabo. Eu fui me desmotivando...já estou ficando velho, sem paciência e ainda brigando por isso. Então o que eu vou fazer agora, com a minha pessoa eu quero mudar a realidade esportiva para ajudar outras pessoas e eu não deixei de ser gay por isso"

 

Ele pretende ajudar outras pessoas no esporte "O esporte está esquecido, o esporte é uma prostituição, ele depende do professor e do dirigente e do fulano acharem que você pode. E se o dirigente, o professor e o fulano de tal acharem que você não pode, o leigo vai achar que você não pode também. Eu acho que eu, como uma pessoa que passou por isso, tem que brigar por isso. Como, eu ainda não sei".

 

As eleições de 2018 fizeram com que o esporte perdesse espaço como política pública no Brasil. Seguindo o exemplo do governo federal, que exinguiu o Ministério do Esporte, ao menos cinco governadores, também acabaram com as antigas secretarias de esporte. Das poucas sobreviventes, a maioria foi usada como instrumento de negociação política. Diego quer lutar para que o esporte volte a ter seu espaço no país "Eu tenho que ser um embaixador do esporte para brigar pelo esporte. Eu não vi ninguém brigando pelo esporte, me mostra quem fez isso depois que acabou o ministério dos esportes, depois que várias coisas aconteceram. Tem que parar e perder esse rotulo, eu não vou deixar de ser o Diego Hypolito, uma pessoa que briga por pessoas".

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Please reload

Siga "famosando"
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social
  • Facebook Basic Black
Please reload

O site Famosando é um parceiro do IG Gente 
contato@famosando.com.br