Veja papéis de Paulo Gustavo além de Dona Hermínia

Veja mais papéis de Paulo Gustavo além de Dona Hermínia
Veja mais papéis de Paulo Gustavo além de Dona Hermínia. Foto: Reprodução

Sem dúvidas, Dona Hermínia é o maior papel da história de Paulo Gustavo. O ator morreu nesta terça-feira (4), 52 dias após internação e luta contra a Covid-19. A doença abateu o ator, que precisou passar por diversos procedimentos. Ainda assim, a vida curta do artista não fez com que ele passasse despercebido. Isso, porque o carioca fez história no cinema nacional.

Contudo, a carreira com o papel inspirado na mãe não foi o único de sua carreira. Por exemplo, ele fez uma participação no Sítio do Pica-pau amarelo, em 2007 e participou de A Diarista em 2006. No mesmo ano, aliás, também participou do Minha Nada Mole Vida.

Veja mais papéis de Paulo Gustavo além de Dona Hermínia

Com diversos personagens em humorísticos do Multishow, Paulo Gustavo acumula ícones da dramaturgia nacional, por exemplo, Valdomiro Lacerda, protagonista do Vai que Cola. Ainda na atração, ele também viveu Angel, personagem que viveu cenas icônicas com Ferdinando, interpretado por Marcus Majella. O programa é um dos principais produtos da emissora do Grupo Globo.

A Senhora dos Absurdos, por sua vez, ganhou a Internet exatamente por suas falas ridiculamente sem sentido. aliás, em um dos vídeos, a personagem promete que não vai morrer nunca, porque é muito rica. O vídeo fez com que alguns fãs até pedissem para que ele cumprisse o que ela falou e superasse a doença.

Como homenagem ao ator, a Globo cancelou o Profissão Repórter desta terça-feira (4) e vai exibir o especial 220 Volts.

Leia mais

Tatá Werneck fala de Paulo Gustavo: ‘Muito grave, mas está vivo’
Ingrid Guimarães se emociona ao falar de Paulo Gustavo
Quadro clínico de Paulo Gustavo piora significativamente

Mãe foi o grande sucesso

Mãe foi a grande inspiração na carreira de Paulo Gustavo
Mãe foi a grande inspiração na carreira de Paulo Gustavo. Foto: Divulgação

Um dos maiores ícones do humor do Brasil, a mãe foi a grande inspiração na carreira de Paulo Gustavo. Déa Lúcia, a matriarca da família do artista, se tornou tema de uma peça de teatro escrita pelo ator. Aliás, ele revelou cenas icônicas de sua casa nos palcos do teatro. As salas passaram a ficar cada vez mais cheias para ver Dona Hermínia, nome da personagem protagonista. Então, ela chegou aos cinemas e conquistou o país inteiro.

A produção que começou no teatro alçou Paulo ao topo de filmes nacionais mais vistos do Brasil em sua estreia. Lançado em 2013, o primeiro longa da trilogia arrecadou mais de R$49,5 milhões só de bilheteria. Por óbvio, a sequência veio e a história de Dona Hermínia ganhou novas cenas. O motivo de tanto sucesso? Dona Hermínia é inspirada em Dona Déa Lúcia, mas também em várias outras mães pelo país.

Em 2016, o sucesso se repetiu, mas as cifras subiram. Minha Mãe É uma Peça 2 arrecadou mais de R$124 milhões. Aliás, o filme só perdeu para uma produção da Disney e outra da Marvel: Capitão América e Batman vs. Superman, se compararmos com todas as produções. Apesar disso, a possibilidade de uma sequência do longa foi posta em xeque.

Ainda assim, Minha Mãe É uma Peça 3 virou realidade. E o sucesso continuou no topo dos filmes nacionais mais vistos em todo o país. Apenas O Rei Leão e Vingadores: Ultimato passaram o longa em termos de arrecadação. O filme arrecadou mais de R$180 milhões nas bilheterias. Além disso, também foi o único filme a ocupar o top 10 de arrecadação nos cinemas do Brasil.

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente