Viúva de Chacrinha morre no Rio de Janeiro

Viúva de Chacrinha morre no Rio de Janeiro

Florinda Barbosa, a viúva de Chacrinha (1917-1988), faleceu na manhã desta sexta-feira (16) na sua casa no Rio de Janeiro. A companheira de Abelardo Barbosa, portanto, completaria 100 anos amanhã. O jornalista Ancelmo Góis, do Jornal O Globo, deu a informação.

Veja Também: Ator José Loreto morreu ou é fake news? Confira famosos que morreram e nem sabiam…

De acordo com a nota, Florinda morreu de parada cardíaca, dormindo. Ela, entretanto, deixa um único filho vivo, Leleco Barbosa, que está escrevendo a biografia da mãe. Dessa forma, Florinda e Chacrinha tiveram três filhos, José Renato e Jorge Aberlardo, ambos falecidos, e Leleco.  O enterro será, amanhã, no Cemitério São João Baptista em Botafogo, na mesma sepultura do Chacrinha.

Morte do primogênito

No ínicio de setembro, o filho mais velho de Florinda e Chacrinha, Jorge Barbosa, de 72 anos, morreu. Infectado pelo coronavírus, o empresário estava internado no Hospital Samaritano, na Zona Sul do Rio de Janeiro, e teve complicações.

Ele chegou a sair do CTI mas voltou a ser internado logo após. Seu irmão, Leleco Barbosa, contou que além da Covid-19, ele tinha também uma trombose.

Viúva de Chacrinha morre no Rio de Janeiro

Chacrinha

José Abelardo Barbosa de Medeiros mais conhecido como Chacrinha, foi um comunicador de rádio e televisão do Brasil, apresentador de programas de auditório de grande sucesso das décadas de 1950 a 1980. Foi o autor, portanto, da célebre frase: “Na televisão, nada se cria, tudo se copia”. 

Entretanto, em seus programas de televisão, revelaram-se para o país inteiro cantores como Roberto Carlos, Clara Nunes, Paulo Sérgio, Raul Seixas, Perla, entre muitos outros.

Desde a década de 1970 era chamado de Velho Guerreiro, conforme homenagem feita a ele pelo cantor Gilberto Gil que assim se referiu a Chacrinha numa conhecida letra de canção que compôs chamada “Aquele Abraço”.

Chacrinha faleceu no dia 30 de junho de 1988, às 23h30, de infarto do miocárdio e insuficiência respiratória (tinha câncer de pulmão) aos 70 anos. Foi sepultado no dia seguinte. O último programa Cassino do Chacrinha foi ao ar em 2 de julho de 1988.

Em 2018, recebeu uma homenagem pela escola de samba Acadêmicos do Grande Rio no carnaval com o enredo “Vai para o trono ou não vai”. Os médicos de Florinda portanto, a orientaram para não participar do desfile por conta da grande emoção do momento.

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente