Viúva de Chacrinha morre no Rio de Janeiro

Florinda Barbosa completaria 100 anos amanhã
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Viúva de Chacrinha morre no Rio de Janeiro

Florinda Barbosa, a viúva de Chacrinha (1917-1988), faleceu na manhã desta sexta-feira (16) na sua casa no Rio de Janeiro. A companheira de Abelardo Barbosa, portanto, completaria 100 anos amanhã. O jornalista Ancelmo Góis, do Jornal O Globo, deu a informação.

Veja Também: Ator José Loreto morreu ou é fake news? Confira famosos que morreram e nem sabiam…

De acordo com a nota, Florinda morreu de parada cardíaca, dormindo. Ela, entretanto, deixa um único filho vivo, Leleco Barbosa, que está escrevendo a biografia da mãe. Dessa forma, Florinda e Chacrinha tiveram três filhos, José Renato e Jorge Aberlardo, ambos falecidos, e Leleco.  O enterro será, amanhã, no Cemitério São João Baptista em Botafogo, na mesma sepultura do Chacrinha.

Morte do primogênito

No ínicio de setembro, o filho mais velho de Florinda e Chacrinha, Jorge Barbosa, de 72 anos, morreu. Infectado pelo coronavírus, o empresário estava internado no Hospital Samaritano, na Zona Sul do Rio de Janeiro, e teve complicações.

Ele chegou a sair do CTI mas voltou a ser internado logo após. Seu irmão, Leleco Barbosa, contou que além da Covid-19, ele tinha também uma trombose.

Viúva de Chacrinha morre no Rio de Janeiro

Chacrinha

José Abelardo Barbosa de Medeiros mais conhecido como Chacrinha, foi um comunicador de rádio e televisão do Brasil, apresentador de programas de auditório de grande sucesso das décadas de 1950 a 1980. Foi o autor, portanto, da célebre frase: “Na televisão, nada se cria, tudo se copia”. 

Entretanto, em seus programas de televisão, revelaram-se para o país inteiro cantores como Roberto Carlos, Clara Nunes, Paulo Sérgio, Raul Seixas, Perla, entre muitos outros.

Desde a década de 1970 era chamado de Velho Guerreiro, conforme homenagem feita a ele pelo cantor Gilberto Gil que assim se referiu a Chacrinha numa conhecida letra de canção que compôs chamada “Aquele Abraço”.

Chacrinha faleceu no dia 30 de junho de 1988, às 23h30, de infarto do miocárdio e insuficiência respiratória (tinha câncer de pulmão) aos 70 anos. Foi sepultado no dia seguinte. O último programa Cassino do Chacrinha foi ao ar em 2 de julho de 1988.

Em 2018, recebeu uma homenagem pela escola de samba Acadêmicos do Grande Rio no carnaval com o enredo “Vai para o trono ou não vai”. Os médicos de Florinda portanto, a orientaram para não participar do desfile por conta da grande emoção do momento.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente