Viúvo de Kathlen Romeu, grávida negra morta no Rio, faz desabafo aos prantos

Viúvo de Kathlen Romeu, grávida negra morta no Rio, faz desabafo aos prantos
Viúvo de Kathlen Romeu, grávida negra morta no Rio, faz desabafo aos prantos

Na manhã desta quarta-feira (09), o pai do filho que Kathlen Romeu esperava, Marcelo Ramos, postou um desabafo nas redes sociais. Ele pede que as pessoas respeitem a dor da família e que não despejem ódio sobre a jovem morta em um confronto entre policiais e criminosos.

“Eu peço que respeitem a memória da Kath. Não despejem ódio porque ninguém merece isso. Vocês não têm ideia do que a gente está passando. E o que a gente vai passar vai ser muito pior daqui para frente. Respeitem a dor da família. Principalmente da mãe da Kath, que foi obrigada a ler comentários de pessoas falando besteira“, afirmou Marcelo.

Kathlen estava grávida de quatro meses e havia feito uma postagem no Instagram no dia em que morreu. “Bom dia, neném”, escreveu a vítima.

Assim, na web, famosos lamentaram a morte de Kathlen, como o ator Ícaro Silva, a cantora Preta Gil e a jornalista da Globo News Flávia Oliveira.

Ícaro Silva, escreveu em sua rede social “Essa foto acabou comigo. Kathlen Romeu, 24 anos, grávida de 4 meses, morta durante operação policial no Rio de Janeiro. Uma notícia que se repete com tanta frequência que dá náusea. Inocentes. Pretos. Mortos. Operação policial. O Estado brasileiro não está em guerra contra as drogas. Está, desde sua formação, servindo ao extermínio da população preta e periférica. Não dá mais pra fingir que não. Luz e amor para a família e os amigos de Kathlen. Vidas Negras Importam. E é um absurdo e um inferno ter que dizer isso”

Entenda

Uma ação da Polícia Militar na comunidade do Lins, na Zona Norte do Rio, terminou com a morte da designer de interiores Kathlen Romeu, de 24 anos, na terça-feira (8). De acordo com moradores, ela foi vítima de uma bala perdida durante o confronto entre criminosos e policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Lins. Kathlen estava grávida de quatro meses.

Em nota, a Polícia Militar informou que criminosos atacaram à tiros os agentes na localidade conhecida como “Beco da 14”, dando início a um confronto.

Segundo a polícia, Kathlen foi encontrada ferida após a troca de tiros. Ela ainda chegou a ser levada para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu.

Assim, agentes fizeram buscas na região e apreenderam um carregador de fuzil, munições de calibre 9mm e drogas.

A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) investiga a morte de Kathlen. De acordo com a polícia, testemunhas serão ouvidas e diligências realizadas para esclarecer todos os fatos e identificar de onde partiu o tiro que atingiu a jovem.

Veja Também: Kaysar fala sobre relacionamento com Gleici

Desabafo do pai

O pai da designer de interiores Kathlen Romeu, chegou ao Instituto Médico Legal (IML) no começo da manhã desta quarta-feira (9) para liberar o corpo da filha. Assim, ao falar com jornalistas, Luciano Gonçalves lembrou que quis tirar Kathlen da comunidade justamente por causa da violência.

“Noventa e nove por cento da comunidade são pessoas de bem. A mesma operação que tem constantemente na nossa área na Zona Sul não tem. Eu tirei ela de lá por causa da violência. Minha filha era a coisa mais especial da minha vida. Uma pessoa do bem, inteligente”, disse então Luciano Gonçalves.

Dessa forma, o pai dela contou que a família considerava a gestação de Kathlen uma “benção de Deus”, mesmo a jovem estando apreensiva por ter que ficar em casa por causa da pandemia. “Minha filha era a coisa mais especial da minha vida. Cheia de sonhos, uma pessoa do bem, inteligente, que tinha o sonho de ser blogueira, modelo. Estava na melhor fase da vida dela”, afirmou o pai de Kathlen.

Veja também

O site Famosando é um parceiro do IG Gente